Imprimir

Imprimir Notícia

10 Jun 2019 - 09:21

Criados em 'berçários', 100 mil filhotes de tartarugas já foram soltos em rios no Araguaia em MT

Mais de 100 mil filhotes de tartarugas já foram soltos nos rios da região Araguaia de Mato Grosso. O projeto 'Amigos da natureza' faz o repovoamento da tartaruga-da-amazônia por meio de berçários em locais seguros e monitorados, até em escolas e quartéis militares. O projeto tem quase 18 anos.

Na semana do Meio Ambiente, o G1 publica, em parceria com a TV Centro América, uma série de reportagens sobre o assunto e detalhes da Expedição Travessia e da Expedição Rio Paraguai – das nascentes à foz. No dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.
Francisco de Assis Ribeiro de Sousa, que trabalha com conservação de tartarugas na região, explica que o projeto começou em 2001.

Os principais objetivos, além da conservação das tartarugas, são a recuperação e reflorestamento, soltura de peixes de espécies nativas na bacia hidrográfica do Araguaia e coleta de lixo em trechos turísticos nos rios da região.
A soltura das tartarugas já ocorreu nos municípios da região: Luciara, Santa Terezinha, Porto Alegre do Norte, Confresa e São Félix do Araguaia.

O projeto funciona com participação de voluntários e órgãos parceiros, como prefeituras, Ministério Público e colônias de pescadores.

Os filhotes rompem os ovos e nascem após um período de incubação que varia entre 45 e 60 dias, dependendo do calor do sol. A saída do ninho ocorre quase sempre à noite, estimulada pelo resfriamento da temperatura da areia. Nessa hora, são menores as chances de serem atacados por predadores.

Imprimir