Imprimir

Imprimir Notícia

1 Jul 2019 - 07:54 | Atualizado em 2 Jul 2019 - 08:12

Após 5 anos, Governo de Mato Grosso reforma e reativa unidade prisional de Vila Rica; veja vídeo

O Governo do Estado entregou nesta sexta-feira (28.06) a reforma completa da unidade prisional de Vila Rica. A cadeia estava fechada por ordem judicial desde 2014 e foi reaberta para atender a demanda da região.

A reativação da unidade está entre as prioridades da Secretaria de Estado de Segurança Pública e foram investidos R$ 589 mil nas obras de reforma, que incluíram recuperação das redes elétrica e hidráulica, pintura e construção do muro ao redor da unidade prisional, garantindo mais segurança só prédio e trabalho de custódia penal. 

Foi firmado um convênio entre o Estado e a prefeitura do município, que ficou responsável pelo processo licitatório para a reforma da cadeia e construção do muro de contenção. 

O prefeito de Vila Rica, Abmael Borges da Silveira destacou o esforço conjunto do poder público e empresários locais para reabertura da unidade. “Reunimos esforços com a parceria da Câmara, do sindicato rural, empresários, vereadores e justiça para viabilizar a reforma e reabrir a cadeia, nossa equipe de engenharia atuou em conjunto acompanhando a obra”.

A obra teve início em setembro de 2017 e concluída em dezembro do ano passado. A unidade prisional tem capacidade para abrigar 50 presos provisórios. “O esforço de todos os envolvidos valeu a pena, pois temos agora uma unidade com mais segurança”, disse o diretor da cadeia, Rivelino Pereira. 

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, pontua que a reabertura da unidade incrementa novas vagas ao Sistema Penitenciário e possibilita que os presos provisórios sejam atendidos na região. “Para reabrir a unidade, além da reforma, o Estado convocou do último concurso público agentes para Vila Rica, que passaram por qualificação. A secretaria também forneceu novos equipamentos de trabalho”, explica Emanoel. 

Além da unidade de Vila Rica, o nordeste do Araguaia conta com outras duas cadeias, uma em São Félix do Araguaia e outra em Porto Alegre do Norte, todas para custódia de presos provisórios. A Penitenciária de Água Boa é a unidade regional que abriga presos sentenciados. 

Acompanharam a inauguração da obra: secretário adjunto de Segurança Pública, Carlos Davim; superintendente penitenciário Leste, Gilberto Carvalho; juiz da Comarca, Ivan Amarante, promotor, Eduardo Zaque, presidente da Câmara Municipal, Jenovan Rios, coordenador de projetos da SESP, Marcos Hubner; servidores das unidades prisionais da região Araguaia; diretores do Sindicato dos Servidores Penitenciários, representantes do Sindicato Rural de Vila Rica, OAB, PM e Polícia Civil. 

Imprimir