Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 25 de Novembro de 2020

1 9
:
0 5
:
1 6

Últimas Noticias

Artigos

6 Nov 2020 - 14:51 | Atualizado em 6 Nov 2020 - 14:57

Mercado online aquece em meio a pandemia e cresce 6 anos em 6 meses

Phamela Hinhel

Durante a pandemia comércio online varejista deu um salto
 

Legenda: Durante os meses de isolamento as pessoas migraram da venda física para virtual / Autor: PhotoMIX Company / Fonte: Pexels

Um estudo realizado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) revelou que o comércio eletrônico varejista teve um aumento surpreendente entre janeiro e junho deste ano. 

O aumento foi de 0,8 ponto percentual. Isso indica que no estado de São Paulo o e-commerce representa agora 3,7% do total do varejo. A projeção é que chegue a 5% até o fim do ano. Esse crescimento era esperado apenas para 2026. Os dados são equivalentes aos avanços entre 2013 e 2019. Portanto, a progressão foi de seis anos em seis meses. 


Os números mostram a importância da migração para o mercado online. A pandemia forçou um aceleramento desse processo, já que as vendas físicas caíram muito durante o isolamento. Quem não está no digital está perdendo para concorrência e ficando para trás. 

Além do comércio varejista, muitos setores tiveram que se reinventar e deslancharam durante a pandemia. 

Saúde como foco

Com as academias fechadas por meses, as pessoas procuraram alternativas para fazer exercícios mesmo de casa. A busca por equipamentos fitness e aulas de atividade física online também cresceram significativamente. Uma vida mais saudável foi - e continua sendo - foco de mudança para muitos brasileiros nesse período. 

Outra prova disso é o mercado de suplementos que também teve um crescimento considerável. Dados repassados pelo portal especializado Saudável&Forte indicam que houve maior procura por vitamina C, vitamina De multivitamínicos. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (Abiad) também mostrou que 48% dos participantes começaram a tomar suplementos com o objetivo principal é aumentar a imunidade. 

Tecnologia a favor 

Outro seguimento que deu um salto gigante foi o de plataformas para trabalho remoto, como Zoom e Skype. Para que as aulas e reuniões de trabalho pudessem continuar acontecendo as pessoas buscaram esses sites como solução. O Zoom, por exemplo, teve um lucro de 1.123% a mais em um trimestre. O aumento de usuários foi de 354% no mesmo período. 

Ainda no setor da tecnologia, os aplicativos de delivery de comida também tiveram um boom na quarentena. O download desses aplicativos cresceu 25% no Brasil e 700% somente em São Paulo. Isso gerou mais oportunidades de emprego em meio a crise causada pelo Covid-19.

Se antes se ouvia que o futuro seria digital, hoje essa é uma realidade mundial. Essas migrações para o mercado digital são importantes tanto para o cliente, que precisa dos serviços, quanto para o empresário, que luta para manter os negócios em meio a pandemia. 

Embora possa parecer passageiro, o mercado de compras online veio para ficar mesmo pós Covid. A perspectiva é que até o fim do ano, a cidade de São Paulo se aproxime do desempenho de Nova York (EUA) no comércio online no varejo.
 
 
 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet