Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 5 de Março de 2021

2 2
:
1 3
:
4 1

Últimas Noticias

Notícias / Política

7 Jan 2021 - 15:50

MT projeta vacinar 1,9 mi de pessoas; idosos, médicos e indígenas terão prioridade

Estado pretende adquirir 500 mil doses da Coronavac; restante seria complementado pelo Ministério da Saúde

DIEGO FREDERICI

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
A secretária de Estado de Saúde em exercício, Danielle Carmona, espera que 1,9 milhão de pessoas em Mato Grosso sejam vacinadas como forma de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

Em sabatina realizada pelos deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), na manhã desta quinta-feira (7), a secretária em exercício também revelou que o Governo do Estado manifestou interesse em adquirir ao menos 500 mil doses da vacina. O restante seria enviado pelo Ministério da Saúde.

O antídoto mais viável até o momento, segundo Danielle Carmona, é a Coronavac, que atingiu 78% de eficácia nos testes feitos no Brasil, mas que ainda aguarda registro e autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser utilizado no país.

A Coronavac é desenvolvida pelo instituto Butantã, em São Paulo, justamente com a Sinovac – empresa biofarmacêutica de origem chinesa. Em razão da necessidade de registro pela Anvisa, ainda não há data para início das vacinações.

PLANO DE VACINAÇÃO

A secretária de saúde em exercício também informou que de toda a população mato-grossense (cerca de 3,5 milhões de pessoas), em torno de 19,8% (693 mil pessoas) irão tomar a vacina contra a Covid-19 em sua primeira fase de aplicação - quando ela estiver disponível.

Danielle Carmona revelou que esses 19,8% serão o grupo composto por idosos, profissionais da saúde e indígenas. Entre os mais velhos, a vacina também será dividida por faixa etária – primeiro os de mias de 80 anos, seguido pelos de 70 e, por fim, os de 60 anos.

Embora tenha interesse em adquirir 500 mil doses da Coronavac, a secretária da SES em exercício admitiu que o Governo do Estado espera que o Ministério da Saúde realize a aquisição e a distribuição das vacinas. Além do medicamento do Instituto Butantã, o Poder Executivo Estadual também conversa com outras farmacêuticas, bem como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para obter outros antídotos.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet