Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 5 de Março de 2021

2 3
:
2 6
:
2 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

7 Jan 2021 - 17:50

PDT convidará Pivetta a voltar, mas condiciona retorno ao apoio a Ciro Gomes em 2022

Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

Rogério Florentino Pereira/ OD

 (Crédito: Rogério Florentino Pereira/ OD)
O presidente estadual do PDT, Allan Kardec, afirmou que irá conversar com o vice-governador Otaviano Pivetta, atualmente sem partido, para convidá-lo a voltar ao PDT. Para isso, no entanto, ele deverá aceitar e apoiar a ideologia da sigla, que deve lançar Ciro Gomes à presidência da República em 2022.Pivetta deixou o PDT depois que declarou apoio à candidata ao Senado Coronel Fernanda, do Patriota, candidata apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo Kardec, a saída de Pivetta da sigla já foi homologada, mas ele fará o convite para o retorno principalmente pelo vice-governador ser um nome forte.

“Vamos sentar com ele para saber qual é o pensamento dele na questão partidária. Ele é um quadro histórico do partido, vai receber o convite para voltar, mas sabemos que nós temos também já em vista a candidatura a presidente da República com o nome do Ciro Gomes. O PDT hoje é um partido bem equilibrado, nós somos do campo popular, mas estamos caminhando bastante com o centro histórico, que é o MDB. O PDT fechou apoio ao Baleia Rossi na Câmara Federal, então eu vou ter uma conversa boa com o Pivetta, fazer o convite para que ele volte ao PDT, mas com essas condições ideológicas e partidárias”, disse Kardec na manhã desta quinta-feira (7).

Pivetta declarou a saída do PDT em 19 de outubro, por meio de uma nota em que afirmou: “Foram 15 anos de importantes batalhas e bons combates, inspirados sempre no meu maior inspirador na vida política, além do meu pai, que foi Leonel Brizola”. Na eleição ao Senado, o PDT apoiou o candidato Euclides Ribeiro (Avante). Na pré-campanha, o nome de Pivetta chegou a ser cotado como uma possível candidatura ao Senado, mas após pedido do governador Mauro Mendes (DEM), ele recuou. 

Segundo Kardec, há vários partidos ‘assediando’ Pivetta, como o Cidadania, sigla do atual prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz, que foi apoiado pelo vice-governador, e o Republicanos, partido do ex-deputado federal Adilton Sachetti. “Obviamente ele está sendo assediado por muitos partidos, então ele pode... talvez fique maios um tempo sem nenhum partido, mas o PDT caso ele tenha interesse de voltar, [está de] portas abertas”, completou Allan.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet