Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 5 de Março de 2021

2 3
:
1 5
:
2 1

Últimas Noticias

Notícias / Política

8 Jan 2021 - 09:50

Ligado a servidores, deputado quer convencer base a derrubar veto

AL ampliou faixa de isenção da alíquota previdenciária; Governo sinalizou veto a projeto

midia news

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O deputado João Batista (Pros) afirmou que o grupo que faz oposição ao Governo do Estado tem trabalhado para tentar somar votos suficientes a fim de derrubar um possível veto do Executivo ao projeto que amplia a isenção da alíquota previdenciária a aposentados que recebem até o teto do INSS, que hoje é de R$ 6,1 mil.

O projeto de lei complementar 36/2020, que concede o benefício, foi aprovado pela Assembleia Legislativa no final do ano passado e o governador Mauro Mendes (DEM) já sinalizou que será barrado.

Batista afirmou que o seu grupo tem feito um trabalho de convencimento junto aos parlamentares da situação.

“Acredito que a gente consiga isentar os aposentados do pagamento dessa Previdência. A nossa expectativa é garantir o apoio de vários deputados da base do Governo para ter os votos necessários”, acrescentou.O deputado, que é oriundo do serviço público e faz a defesa da categoria, afirmou haver um impacto na vida dos aposentados com a cobrança de alíquota de 14% de previdência, principalmente aqueles que recebiam até o teto de R$ 6 mil e viam R$ 900 serem descontados dos seus proventos.

“No momento em que a pessoa mais precisa de dinheiro para custear a sua saúde, é quando ela tem valores descontados. Nunca vi isso: aposentado que já pagou 30, 35 e 40 anos continuar pagando enquanto estiver vivo”, criticou.

PLC 36

O PLC 36 aguarda sanção do governador. Atualmente, aposentados e pensionistas do Executivo Estadual que recebem acima de R$ 3 mil são taxados em 14% de contribuição previdenciária.

O projeto, caso sancionado, prevê que a taxa seja atribuída apenas a contribuintes que recebem acima de R$ 6.101.

De autoria do deputado Lúdio Cabral (PT), o projeto chegou a ser duramente criticado pelo líder do Governo na AL, deputado Dilmar Dal'Bosco (DEM). Na ocasião, mesmo votando favorável ao tema, ele afirmou que os colegas estavam “ vendendo uma ilusão para o aposentado e pensionista de Mato Grosso”.

O governador Mauro Mendes também criticou o PLC, afirmando que a Assembleia havia feito uma “presepada” e sinalizou que deve vetá-lo e até mesmo judicializar o tema.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet