Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 19 de Janeiro de 2021

1 5
:
2 5
:
1 4

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

12 Jan 2021 - 13:40

MP quer gastar R$ 150 mil com notebooks de última geração em MT

MPE publicou um aviso de licitação nesta segunda informando que pretende adquirir 30 notebooks com custo médio de R$ 5 mil cada

DIEGO FREDERICI

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O Ministério Público do Estado (MPMT) publicou um aviso de licitação nesta segunda-feira (11) informando que pretende adquirir 30 notebooks para utilização dos servidores e membros do órgão.

De acordo com o edital da licitação, os notebooks devem atender uma configuração mínima de um processador Core i5, memória RAM de 8 GB (expansível até 32 GB), SSD de 240 GB, e sistema operacional Windows 10 Professional (64 BITS). O MPMT não estimou quanto pretende gastar com o negócio, mas notebooks de configuração similar são encontrados atualmente pelo valor médio de R$ 5 mil.A organização vencedora que se interessar pelo negócio deve faturar ao menos R$ 150 mil para fornecer os 30 notebooks. O pregão eletrônico para escolha da empresa deve ocorrer no próximo dia 20 de janeiro, às 9h30 (horário de Brasília).

Chama a atenção, porém, que recentemente o MPMT se envolveu numa “polêmica” após publicar uma outra licitação que previa a compra de 201 Iphones 11, ao custo de R$ 8,3 mil cada, além de 199 smartphones também de última geração, ao custo total de R$ 2,2 milhões. O negócio ganhou as manchetes entre o fim de novembro e o início de dezembro de 2020, e também teve destaque em veículos de comunicação de abrangência nacional.

Na época, o MPMT justificou a aquisição dizendo que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) havia aumentado a demanda pelo trabalho remoto de servidores e membros do órgão. Houve também outra justificativa: a substituição de computadores e notebooks que perderam a garantia.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet