Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 19 de Abril de 2021

1 5
:
4 3
:
4 5

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

20 Jan 2021 - 09:30 | Atualizado em 20 Jan 2021 - 09:46

Menor que matou amiga se entrega em Cuiabá; juíza destaca "frieza e desamor" em crime

Adolescente foi condenada a 3 anos de internação e deve ser encaminhada ao Lar Menina Moça

Folha Max

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
A adolescente condenada por matar a amiga Isabele Guimarães Ramos, 14, em julho de 2020, se apresentou na noite desta terça-feira na Delegacia Especializada do Adolescente. Com isso, ela passa a cumprir a internação de 3 anos determinada pela juíza Cristiane Padim, da 2ª Vara Espcializada da Criança e Adolescente.

De acordo com as informações, policiais estiveram na casa da menor, no condomínio Alphaville, mas não a encontraram. Os pais dela se comprometeram a cumprir a ordem de internação ainda nesta terça, o que ocorreu no início da noite.

A tendência é de que a menor seja encaminhada ao Lar Menina Moça, unidade socioeducativa destinada para meninas infratoras. Em setembro do ano passado, a garota passou uma noite no local, mas foi solta no dia seguinte por decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Desde então, a estudante vinha respondendo ao caso em liberdade. Nesta terça-feira, foi dada a sentença, que determinou a punição máxima a menor. Pela legislação, menores infratores não podem cumprir internação superior a três anos de prisão.

Na sentença, a magistrada considerou que a jovem agiu com "frieza, hostilidade, desamor e desumanidade". Isabele Ramos foi morta no banheiro da suíte da amiga com tiro de pistola a poucos metros de distância.

“Os registros acima demonstram que o ato infracional foi praticado com violência e possui gravidade concreta extrema que exige a intervenção pedagógica estatal máxima, inclusive, diante da necessidade da responsabilização pelas escolhas equivocadas, com a conscientização das consequências nefastas de ceifar dolosamente a vida humana”, descreve.

Na mesma decisão, a magistrada decidiu que a pena de internação deve ser cumprida imediatamente. “Não à toa que o Superior Tribunal de Justiça, a quem incumbe a unificação da interpretação da legislação infraconstitucional, vem decidindo, já há um certo tempo, que o adolescente infrator, em regra, não tem direito de aguardar em liberdade o julgamento da apelação interposta contra a sentença que lhe impôs a medida socioeducativa”.

CASO

Isabele Ramos foi morta na noite de 12 de julho na residência da família Cestari, no condomínio Alphaville em Cuiabá. A princípio, o caso era tratado como disparo acidental. Porém, com o decorrer das investigações, os policiais chegaram a conclusão que a pistola que matou a adolescente foi acionada de forma proposital pela adolescente, considerada a melhor amiga da vítima.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet