Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 19 de Abril de 2021

1 5
:
4 5
:
1 0

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

20 Jan 2021 - 17:20

PV cita "traição" em Cuiabá e prepara expulsão de deputado em MT

Faissal apoiou Abílio e não seguiu orientação para estar com EP

DIEGO FREDERICI

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O relacionamento entre o deputado estadual Faissal Calil, e o vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa, ambos do PV, parece que se desgastou ao longo do tempo, e deixa dúvidas se até mesmo uma singela “amizade” seria possível entre os dois políticos. Em conversa com jornalistas na última segunda-feira (18), Stopa, que é presidente estadual da legenda, foi questionado sobre a possibilidade de Calil deixar o PV.

Dois membros verdes pediram a expulsão de Faissal por infidelidade. O julgamento deve acontecer ainda neste primeiro semestre.

Volta e meia, o deputado estadual “flerta” com o grupo do governador Mauro Mendes (DEM) – um dos grandes adversários políticos do prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB). Faissal também declarou apoio a Abílio (Podemos), ex-vereador de Cuiabá que quase “tirou” a reeleição do próprio Pinheiro, em 2020, perdendo apenas no segundo turno após liderar as pesquisas de intenções de voto.

José Roberto Stopa, vice-prefeito e ex-secretário de Serviços Urbanos da primeira gestão de Pinheiro, fez duras críticas ao colega de Partido da Assembleia Legislativa (ALMT), revelando, ainda, que não tem “muito prazer” em falar com Faissal. “Olha, deixa eu te falar. Eu, com toda a honestidade, tenho muito prazer em falar com ele não. Gosto de falar com quem assume o seu compromisso e assume a sua palavra”, disparou Stopa.

O desgaste na relação entre os colegas de partido remonta pelo menos até o início do ano de 2020, quando Faissal “quase” se licenciou do seu cargo de deputado estadual na ALMT para assumir a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec). A “mudança de Poder”, rumo ao Executivo, não foi vista com bons olhos pelos “correligionários” do PV, aliados de primeira hora do prefeito Emanuel Pinheiro, adversário político do governador Mauro Mendes.

Já as eleições municipais de 2020 abalaram ainda mais o “tesão” no relacionamento de Calil com o PV. No início de outubro do ano passado, mais de um mês antes do pleito, o deputado estadual avisou que não iria “pedir voto” para Emanuel Pinheiro, e que também faria “oposição” a ele caso fosse reeleito – mesmo com um colega de partido se candidatando a vice-prefeito na chapa.

O tiro de misericórdia, no entanto, foi o apoio declarado de Faissal a Abílio, opositor ferrenho de Pinheiro na Câmara de Vereadores de Cuiabá, que perdeu a eleição a prefeito no segundo turno por uma diferença de pouco mais de 6 mil votos.

OUTRO LADO

Em nota, Faissal explicou que não apoiou Emanuel Pinheiro por não concordar com a corrupção. “Lamenta profundamente ter ofendido o seu companheiro de partido, José Roberto Stopa, ao não endossar a chapa vencedora da eleições municipais, todavia, foi eleito para representar a mudança, não podendo coadunar com a impunidade de acusados de corrupção. O sentimento de admiração e apreço por Stopa permanecem, apesar do desentendimento eleitoral”

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet