Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 2 de Março de 2021

1 0
:
4 4
:
5 7

Últimas Noticias

Notícias / Política

21 Jan 2021 - 10:00

Emanuel: Estado não pode usar recurso do VLT em outros municípios

Prefeito diz que “dinheiro de modal é carimbado”, mas Mendes se referiu a valor do caixa do Governo

midia news

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) rebateu o governador Mauro Mendes (DEM) e afirmou que os recursos destinados à construção de um modal de mobilidade urbana em Cuiabá não podem ser utilizados em outros municípios. Isso porque, segundo ele, o "dinheiro é carimbado".

Em live do MidiaNews, na terça-feira (19), Mendes disse que caso Emanuel não aprove a implantação do ônibus de trânsito rápido (BRT) na Capital, usará o montante da obra em outras cidades, uma vez que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) já está descartado.“Não pode. Esse é um dinheiro carimbado. É um dinheiro do programa pró-transporte feito para as obras da Copa do Mundo. Tem contrato, tem cláusulas que amarram. É exclusivo para mobilidade urbana na região metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande. Não pode usar para fazer BRT de Jangada a Acorizal, por exemplo", afirmou ele em conversa com a imprensa, na quarta-feira (20).

“Se não vingar [a troca do modal], esse dinheiro deverá ser devolvido para o Governo Federal até porque ele vem da Caixa Econômica Federal, do fundo do FGTS. Eu não sei porque o governador fica utilizando esse expediente para tentar jogar a população contra o gestor da Capital”, acrescentou. 

Ocorre que os valores citados pelo governador não são os relativos ao financiamento da Caixa, que somam R$ 193 milhões. Além desse montante, o BRT receberá aportes de pelo menos R$ 237 milhões de recursos próprios do Governo do Estado, já que o modal custará R$ 430 milhões.

E é sobre esses recursos próprios que Mendes se referiu ao mencionar que, caso Emanuel não autorize o BRT, irá destinar a investimentos em outros municípios.

Reunião

Emanuel informou que ainda não sabe se irá participar da apresentação do plano funcional da rede integrada do transporte coletivo para a implantação do BRT, na sexta-feira (22), no Palácio Paiaguás.

Ele disse que já recebeu o convite do Estado e irá avaliar.

“Nos convidaram agora para uma reunião de uma decisão tomada isoladamente. Essa é a leitura correta. Já escolheram um modal, não ouviram Cuiabá, não mostraram o estudo técnico e agora querem discutir com Cuiabá”, disse.

“Eu não decidi ainda se vamos participar. Já entrei com mais duas ações [contra a troca] e vou lutar para que possamos discutir em conjunto, Cuiabá, Várzea Grande, Estado e Governo Federal o modelo, o melhor modelo para a população, ouvindo  a população”, completou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet