Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 1 de Março de 2021

2 2
:
0 2
:
2 5

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

4 Fev 2021 - 14:20

Com superávit de 16%, oposição cobra RGA e Mauro rebate: “não querem ouvir ou não querem entender? ”

“Eu já expliquei isso tantas vezes, tantas vezes já expliquei... é difícil, eu não vou repetir a mesma explicação que já disse dez vezes, inclusive para vocês”, respondeu o governador ao ser questionado sobre o assunto na última terça-feira (2). “Nós


Depois que o secretário de Estado da Casa Civil Mauro Carvalho confirmou que Mato Grosso terá, em 2021, um superávit de 16% nos cofres públicos, a oposição não tardou a questionar porque, então, o Governo não iria pagar a Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores públicos referente ao ano de 2020. Para o governador Mauro Mendes (DEM), no entanto, esta questão está superada e não há mais espaço para discussão: “As pessoas não querem ouvir, ou não querem entender? ”, questionou.“Eu já expliquei isso tantas vezes, tantas vezes já expliquei... é difícil, eu não vou repetir a mesma explicação que já disse dez vezes, inclusive para vocês”, respondeu o governador ao ser questionado sobre o assunto na última terça-feira (2). “Nós temos tanta coisa bacana para falar e vocês repetem a mesma coisa toda vez do mesmo jeito sempre? Eu já repeti para eles nas redes sociais, para vocês. As pessoas não querem ouvir, ou não querem entender? Existe uma lei, 173, que proíbe até dezembro de 21 qualquer aumento de pessoal, sob pena do Estado ter que devolver R$1 bi e 300 milhões” completou.

A fala de Mauro refere-se à Lei Federal 173/2020 que, devido ao decreto de calamidade pública, impede que os Estados e Municípios deem aumento salarial aos servidores até dezembro de 2021. A oposição, no entanto, sempre rebate afirmando que a RGA não é um aumento, e sim uma correção inflacionária – como acontece com o salário mínimo, por exemplo, que teve o valor corrigido neste ano.

O deputado João Batista (PROS), por exemplo, aproveitou a primeira sessão plenária de 2021 para cobrar o governador. Antes de Batista discursar, ele ouviu do governador que MT terá 16% de superávit para investimento, por isso o deputado quer que parte desse dinheiro seja destinado à recomposição inflacionária do salário dos servidores. João ainda lembrou que no dia que o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, trouxe a LOA à AL, ele tinha dito que acreditava que o Estado teria um superávit de aproximadamente 16% e com isso seria possível o pagamento da Revião Geral Anual, que está paralisada desde 2019. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet