Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 1 de Março de 2021

2 2
:
0 4
:
2 5

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Economia

9 Fev 2021 - 11:20

TJ condena supermercado por vender bolo estragado para cliente em Cuiabá

Consumidor teve que receber atendimento em UPA com quadro de vômito, diarreia e dores de cabeça e abdominal

DIEGO FREDERICI

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
A Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça (TJMT) negou um recurso interposto pelo supermercado Comper e manteve uma indenização por danos morais de R$ 5 mil que deverá ser paga pelo estabelecimento comercial em favor de um consumidor.

Os magistrados seguiram, por unanimidade, o voto do relator, o desembargador Sebastião de Moraes Filho, em sessão de julgamento ocorrida no último dia 3 de fevereiro. De acordo com informações do processo, um homem adquiriu uma “torta mousse de chocolate”, em janeiro de 2016, numa unidade do Comper em Cuiabá.

“Durante a festa, consumiu uma Torta adquirida junto ao supermercado apelado, passando a apresentar quadro de infecção alimentar com sintomas de vômito, diarreia, dores de cabeça e abdominal. Que a infecção foi confirmada posteriormente pela unidade de pronto atendimento (UPA). Com tais considerações, requereu a condenação do supermercado requerido/apelante ao pagamento de danos materiais e morais”, diz trecho dos autos.

O consumidor contou ainda no processo que o quadro “se repetiu em todos os familiares que consumiram o produto comprado”.

Em seu voto, proferido num recurso do Comper contra a condenação, o desembargador Sebastião de Moraes Filho analisou que o consumidor comprovou nos autos a intoxicação pela “torta mousse de chocolate” adquirida no supermercado. “Restou cabalmente caracterizado o dano moral pela sensação de insegurança e desconsideração que o fato causa na pessoa do consumidor, e também pelas dores e demais sensações inerentes ao acontecimento, atingindo a integridade física do indivíduo, conforme se constata no relatório médico”, explicou o desembargador.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet