Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 1 de Março de 2021

2 2
:
5 8
:
3 8

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Cidades

17 Fev 2021 - 14:50

Funcionários de lojas são investigados por passar informações privilegiadas para roubos de quadrilha alvo de operação

Wesley Santiago

Wesley Santiago/Olhar Direto

 (Crédito: Wesley Santiago/Olhar Direto)
A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf), da Polícia Judiciária Civil, investiga funcionários e ex-colaboradores de empresas que podem ter ajudado uma quadrilha a cometer pelo menos 20 roubos na grande Cuiabá, causando um prejuízo superior a R$ 1 milhão. Os bandidos foram alvos de uma operação nesta quarta-feira (17), onde foram cumpridas 29 ordens judiciais de prisões e de buscas e apreensões.
“Quando foi feito o primeiro relatório, tínhamos informações de que provavelmente funcionários das empresas estavam passando informações de quando chegavam as cargas. Não confirmamos isto ainda, mas está correndo esta investigação para que possa ser provado”, explicou o delegado titular da Derf, Guilherme Bertoli.
 
Os bandidos foram responsáveis por pelo menos 20 crimes praticados na grande Cuiabá. As lojas Martinello foram os principais alvos dos bandidos, sendo que a unidade do Tijucal foi invadida sete vezes e a do Goiabeiras quatro. As Americanas e Nova Mundo também tiveram produtos subtraídos
 
Segundo o delegado Henrique Trevisan, outras fases devem atingir mais pessoas que contribuíam para os crimes. “Esta foi apenas uma fase da operação, que se dedica principalmente ao combate qualificado a este tipo de crime. Que é visando o grupo criminoso. Mais do que tratar de cada um dos roubos, trata de acabar com o grupo responsável por isto para impedir o ciclo vicioso”.
 
Operação
 
A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf), da Polícia Judiciária Civil, deflagrou, nesta quarta-feira (17),  a 'Operação Distrust', com objetivo de cumprir 29 ordens judiciais de prisões e de buscas e apreensões. Os alvos da operação são integrantes de uma associação criminosa qualificada voltada à prática de roubo majorado em estabelecimentos comerciais da Capital. O prejuízo causado é de R$ 1 milhão.
 
A Polícia Civil empregou na Operação Distrust um efetivo de mais de 100 policiais, entre investigadores e escrivães, e 14 delegados da Derf Cuiabá e demais unidades da Regional de Cuiabá.
 
A operação conta com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE), Delegacia Regional de Várzea Grande, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Diretoria de Inteligência da Polícia Civil e Serviço de Operações Especializadas do Sistema Penitenciário. São empregadas na ação policial 22 viaturas, drones e aeronaves.
 
No transcorrer da operação foram presos outros 22 integrantes da organização criminosa. 'Distrust' significa desconfiança em inglês.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet