Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 20 de Abril de 2021

0 5
:
1 2
:
4 3

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

5 Mar 2021 - 10:38

Milho abre a 6ªfeira em alta na B3 e ultrapassando os R$ 95,00

Notícias Agrícolas:

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A sexta-feira (05) começa com os preços futuros do milho buscando altas na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,78% e 2,37% por volta das xxx (horário de Brasília).

O vencimento março/21 era cotado à R$ 90,36 com ganho de 1,85%, o maio/21 valia R$ 95,36 com elevação de 1,23%, o julho/21 era negociado por R$ 91,11 com valorização de 2,37% e o setembro/21 tinha valor de R$ 86,00 com alta de 1,78%.

Mercado Externo
A Bolsa de Chicago (CBOT) também iniciou o último dia da semana com flutuações altistas para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 3,25 e 5,75 pontos por volta das 09h12 (horário de Brasília).

O vencimento março/21 era cotado à US$ 5,50 com elevação de 4,50 pontos, o maio/21 valia US$ 5,38 com valorização de 5,75 pontos, o julho/21 era negociado por US$ 5,27 com ganho de 4,75 pontos e o setembro/21 tinha valor de US$ 4,95 com alta de 3,25 pontos.Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros de milho foram maiores com as preocupações com o clima na América do Sul. Embora o foco nas últimas semanas tenha sido a precipitação excessiva no Brasil, o maior exportador mundial de soja, o clima extremamente seco na Argentina também é preocupante.

"Déficits notáveis ​​abrangem dois terços da Argentina, mas as perdas de rendimento afetam até 30% (da) soja na próxima semana", disse o Commodity Weather Group em um relatório.

A publicação também destaca que, por outro lado, atua para limitar os ganhos, a fraca demanda por suprimentos dos Estados Unidos. O único relatório de venda de qualquer produto agrícola dos EUA de 100.000 toneladas ou mais foi em 2 de março, quando os exportadores disseram que o Japão comprou 175.000 toneladas de milho.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet