Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 14 de Abril de 2021

0 2
:
4 0
:
0 0

Últimas Noticias

Notícias / Economia

9 Mar 2021 - 14:30

Emanuel quer comprar vacina para 70% da população cuiabana; Ministério ficaria com 30%

Isabela Mercuri

Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

 (Crédito: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto)
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que vacinar a população cuiabana será sua prioridade das próximas semanas e meses. Em coletiva de imprensa na última segunda-feira (8), após entregar à Câmara de Cuiabá um projeto de lei que ratifica a intenção de aquisição de vacinas, ele afirmou que, com ajuda do deputado federal Emanuelzinho (PTB), conseguirá financiar doses para 70% da população da capital. Os outros 30% ficariam a cargo do Ministério da Saúde.Segundo o prefeito, Cuiabá tem hoje 440 mil habitantes, que necessitam de duas doses de vacina. Com 40 mil já vacinados, restam 400 mil pessoas ou 800 mil doses. Fazendo “conta de padaria”, Emanuel concluiu que, com as doses custando U$S 10, ele precisaria de cerca de R$ 50 milhões.

Deste montante, todo o valor em emendas parlamentares do deputado federal Emanuelzinho, cerca de R$ 20 milhões, viriam para a capital para a aquisição de doses. "Eu consigo uns R$ 15 milhões, segurando tudo, parando investimentos. Então nós vamos conseguir vacinar com recurso próprio, com a Câmara ajudando, em torno a 70% da população. É um exemplo", disse o prefeito.

Após a coletiva, a assessoria de imprensa da Prefeitura enviou uma nota reiterando que as contas apresentadas pelo prefeito eram apenas preliminares. “O gestor reitera que o cálculo relativo ao montante necessário ao Executivo para adquirir as doses da vacina contra a Covid19  ainda serão devidamente estimados e, nesse momento, dados relativos ao percentual de despesa são  precoces e podem não representar o valor  real a ser aplicado no processo de imunização”, afirmou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet