Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 17 de Abril de 2021

1 8
:
1 4
:
1 8

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

11 Mar 2021 - 17:30

Mauro anuncia linha de crédito sem juros e parcelamento de dívidas a empresas afetadas pela pandemia e regulamenta drive-thru

Isabela Mercuri

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, nesta quinta-feira (11), medidas para dar ‘socorro’ ao setor de bares, restaurantes e outras empresas afetadas pela pandemia. Segundo apresentado em coletiva de imprensa online, o Estado irá aplicar medidas, a pedido de parlamentares e com a participação da Desenvolve MT com linhas de créditos para atender alguns segmentos, principalmente os pequenos. O Estado também regulamentou a permissão de drive-trhu até as 20h45 de segunda a domingo.O primeiro programa de crédito será uma linha para o microempreendedor individual, essa linha receberá R$ 15 milhões e será para empréstimos feitos no limite de até R$ 10 mil, com juros zero e prazo de pagamento de até dois anos, tendo seis meses de carência para começar o pagamento.

A segunda linha será exclusiva para bares, restaurantes e empresas de eventos. Com aporte de R$ 15 milhões, limite de até R$ 50 mil, taxa de juros de 6% ao ano, ou seja, 0,5% ao mês, e ainda taxa de desconto no juros de 20%, caindo para 4,8% ao ano, se a empresa pagar em dia as prestações. O prazo de pagamento para essas empresas, que podem ser médias, pequenas ou micro, será de 42 meses, com 6 meses de carência e mais 36 (3 anos) para pagamento.

A terceira linha será para micro e pequenas empresas, com aporte de R$ 25 milhões, e vai permitir investimento e capital de giro de até R$ 700 mil, e se for apenas capital de giro, até R$ 50 mil. As duas poderão ter, se pagarem em dia, desconto de 25% nos juros. Os juros serão fixados pelo Conselho de Administração de acordo com o mercado. 

Nestas três linhas o aporte é de R$ 55 milhões pela Desenvolve MT. A Desenvolve tem aporte, em toda sua história, segundo Mauro, R$ 19 milhões. "Nós estamos hoje ocupando a 15ª posição entre as empresas de fomento. Somos a penúltima, estamos no final da fila. Com esse aporte, chegaremos a 7º lugar entre as agências de fomento", afirmou. A fonte de recusos será de R$45 milhões do tesouro estadual e R$ 10 milhões da Assembleia Legislativa. 

Medidas tributárias

Haverá, ainda, parcelamento de dívidas do ICMS por 60 meses, cujo fato gerador é de até julho de 2020, postergação de IPVA  e licenciamento (pagamento a partir de julho de 2020) e postergação do ICMS de março, abril e maio, do Simples Nacional, para pagamento a partir de junho, em seis parcelas, e sem juros.

Drive trhu

Em relação ao drive thru, o governador afirmou que irá publicar um novo decreto permitindo o funcionamento até as 20h45, de segunda a domingo, "Nos foi trazido que isso estava trazendo uma certa dúvida de uma ou duas cidades que estavam autuando algumas empresas que o cidadão estava indo lá pegar a comida e levar para casa. Ora, se o delivery pode até 23h e o motoqueiro pode chegar às 20h, 20h30 e levar e as pessoas podem circular até 21h, não haveria nenhum empecilho de a pessoa passar e pegar e ir para sua residência, mas estava gerando alguns conflitos de entendimento", explicou Mauro.Decreto estadual 

"Apesar de que o decreto exarado pelo Governo do Estado traz restrições em determinado horário, ela permite que a maioria das ativiades possam ser realizadas em sua devida plenitude, óbvio que tomando as devidas cautelas (...) temos algumas atividades, principalmente ligadas ao setor de bares, restaurantes e eventos que são de alguma forma mais impactados com essas medidas. Nós lamentamos", afirmou o governador. 

"Estamos com a taxa de UTI muito elevadas. Ontem anunciados uma série de medidas que já estão e serão implantadas nos próximos dias, e acreditamos que elas possam amenizar a taxa de ocupação", completou. 

Desde o último dia 1º de março, diante do aumento no número de casos e mortes por Covid-19 e na ocupação dos leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o governador Mauro Mendes decretou que o comércio deveria fechar às 19 horas, de segunda a sexta-feira, e até 12h aos sábados e domingos, com exceção para delivery, que poderia seguir até as 23h. Além disso, implementou um toque de recolher das 21h às 5h.
 
Após a publicação da primeira versão do decreto, algumas medidas de flexibilização foram acatadas, como o funcionamento de supermercados aos sábados até 19h, e de restaurantes aos sábados e domingos até as 14h.
 
O setor de bares e restaurantes foi um dos mais prejudicados com a medida, já que o horário da noite é o que eles mais trabalham. Para tentar amenizar os prejuízos, alguns deputados estaduais apresentaram propostas ao Governador, que anunciou as novas medidas nesta quinta-feira (11).

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet