Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 8 de Maio de 2021

1 1
:
1 8
:
4 5

Últimas Noticias

Notícias / Geral

16 Mar 2021 - 07:56

Ministério da Saúde apura perda de vacinas destinadas a indígenas no Xingu por falta de refrigeração

320 doses enviadas ao Distrito Sanitário do Xingu teriam perdido. Investigações iniciais indicam que houve variação na temperatura de conservação das doses.

G1-MT

A perda de 320 doses de vacina contra a Covid-19 enviadas ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xingu está sendo investigada pelo Ministério da Saúde, por meio do Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

O órgão afirma que as investigações iniciais indicam que houve variação na temperatura de conservação das doses por não atendimento das regras de conservação da vacina contra a Covid-19.

O material já foi enviado ao Programa Nacional de Imunização (PNI), para avaliar se houve perda das vacinas.

A responsabilidade já está sendo apurada juntamente com o Ministério Público e demais órgãos competentes.

O plano elaborado pelo Ministério da Saúde estabelece uma ordem de vacinação para os grupos prioritários, no qual definiu a priorização da vacinação para determinados grupos, considerando a necessidade de preservação do funcionamento dos serviços de saúde; a proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolver formas graves da doença; a proteção dos demais indivíduos vulneráveis aos maiores impactos da pandemia; além da preservação do funcionamento dos serviços essenciais.


Os indígenas acima de 18 anos fazem parte do grupo prioritário que está na primeira fase da vacinação.

Em Mato Grosso, cerca de 30 mil indígenas acima de 18 anos receberão as duas doses da vacina contra a Covid-19 em Mato Grosso.

Em todo o país, devem ser imunizados 410 mil indígenas, acima de 18 anos. A vacinação não é obrigatória.

Até agora, no Brasil 67% dos indígenas (273.957) receberam a primeira dose da vacina e 43% (177.704) a segunda dose.

Os demais brasileiros, assim como os indígenas que vivem em contexto urbano ou rural em municípios, serão imunizados pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde, nas demais fases de vacinação do Plano, podendo entrar nos demais grupos prioritários.

O Ministério da Saúde diz que a distribuição de doses para estados e Distrito Federal é feita de forma proporcional e igualitária, levando em consideração o público-alvo de cada fase da campanha, definido no PNO. A orientação é que os gestores locais sigam as recomendações e a ordem de grupos prioritários estipuladas no plano.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet