Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 14 de Abril de 2021

0 1
:
2 9
:
1 6

Últimas Noticias

Notícias / Geral

6 Abr 2021 - 08:43

Comissão de Saúde propõe Ação Civil para questionar vacinas enviadas à MT

Redação

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e a Comissão Parlamentar de Saúde, Previdência e Assistência Social propuseram nesta segunda-feira, 05.04, Ação Civil Pública exigindo esclarecimentos do Ministério da Saúde sobre os critérios adotados para a distribuição da vacina contra a COVID-19 aos Estados. A ação, que será protocolada junto à Procuradoria da União em Mato Grosso, também levanta questionamentos quanto ao número de doses destinadas ao Estado, e o quantitativo divulgado em páginas oficiais do Governo Federal.  
 
A ação tem como base o comparativo entre os dados disponíveis pelo Governo Federal no endereço eletrônico https://viz.saude.gov.br/extensions/DEMAS_C19VAC_Distr/DEMAS_C19VAC_Distr.html, e as informações contidas nas notas de fornecimento das vacinas. Segundo o portal, até o dia 02 de abril, Mato Grosso já teria recebido 561.210 doses da vacina, enquanto as notas de fornecimento apontam para apenas 159.190 doses.  
 
Para o deputado estadual Dr. Eugênio Paiva (PSB), que presidiu a comissão de saúde até o mês de fevereiro, as informações são contraditórias, e não correspondem ao número real de doses entregues, o que deixa Mato Grosso em desvantagem em relação aos demais Estados.
 
“Pedimos esclarecimentos sim, e queremos entender a matemática utilizada pelo Ministério da Saúde para definir o quanto Mato Grosso deve ou não receber, e mais ainda, explicações contundentes sobre a diferença entre as doses enviadas e recebidas. Estamos [Mato Grosso] em desvantagem, nossa população está morrendo quando poderia estar sendo vacinada se o número de doses fosse real; nossa economia fica em desvantagem, nossos empresários, nossos professores e alunos, nossos profissionais da saúde, da segurança pública, entre outros da linha de frente. Queremos entender a lógica do governo federal em boicotar Mato Grosso”, endureceu Eugênio, que se recupera da COVID-19 e participa das sessões de forma on-line.
 
Além de questionar a divergência entre o número de doses distribuídas e recebidas, a ação também cobra esclarecimentos sobre os critérios definidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) para determinar o quantitativo de doses que devem ser destinadas a cada Estado.
 
No portal https://viz.saude.gov.br/extensions/DEMAS_C19VAC_Distr/DEMAS_C19VAC_Distr.html, também é possível comparar o quantitativo de doses enviadas para outros Estados da região Centro Oeste, como Goiás com 1.233.780 doses e Mato Grosso do Sul com 576.510 doses.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet