Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 25 de Junho de 2021

0 1
:
4 7
:
4 7

Últimas Noticias

Notícias / Nos Bastidores

11 Mai 2021 - 18:00

Sob relatoria de Neri Geller, projeto facilita licenciamento ambiental no país

Ausência de autorização para empreendimentos e licença simplificada estão entre os principais pontos

Midea News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) homologou medida cautelar proibindo a Secretaria de Saúde do Município de Cuiabá de descarte ou destruição de medicamentos vencidos.

Os remédios devem ser mantidos até que a Controladoria-Geral do Município levante as informações necessárias para a realização de auditoria, requerida pelo Ministério Público de Contas (MPC).

A determinação, adotada singularmente pelo conselheiro Antônio Joaquim, foi aprovada por unanimidade durante a sessão ordinária desta terça-feira (11).Fruto de Representação de Natureza Interna (RNI), a medida cautelar leva em consideração potenciais danos ao erário, em razão da não distribuição dos insumos até a data de seu vencimento, inutilizando-os para o fim a que se destinam.Em seu voto, o conselheiro ressaltou que também expediu determinação para que a Controladoria realize auditoria no sistema de aquisição, armazenamento e distribuição de medicamentos, fazendo levantamento de quantitativos de medicamentos vencidos, os custos de aquisição e a quem cabia a requisição de compra, guarda e distribuição.

“No caso em análise, verifico que, conforme reportagens da mídia, os medicamentos vencidos estão na iminência de descarte. Por essa razão, o periculum in mora está configurado pelo risco de descarte, dificultando-se a apreciação de eventual dano ao erário e apuração de responsáveis”, sustentou o relator.

A Controladoria tem prazo de 30 dias para concluir a inspeção no sistema de aquisição, armazenamento e distribuição de medicamentos do município.

Fiscalização

Equipe do TCE realizou uma vistoria no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC), no fim do mês passado, e confirmou a existência de grande volume de medicamentos e insumos com data de validade vencida.

A vitoria foi realizada após um grupo de vereadores de Cuiabá irem ao local e denunciarem pelas redes sociais a existência de centenas de medicamentos vencidos.

Diante da denúncia, auditores da Secretaria de Controle Externo (Secex) de Saúde e Meio Ambiente do TCE-MT vistoriaram a unidade e constataram o que havia sido revelado pelos parlamentares.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet