Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 25 de Junho de 2021

0 1
:
3 8
:
5 3

Últimas Noticias

Notícias / Política

11 Mai 2021 - 18:40

Governador condiciona 'taxação do sol' à decisão do Confaz

Folha Max

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O governador Mauro Mendes (DEM) condicionou a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da energia solar à decisão final do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

O apontamento de Mendes foi feito durante coletiva de imprensa na manhã de segunda-feira (10), na qual insinuou que a polêmica em torno da "taxação do sol" - termo que tem sido utilizado por aqueles que defendem a isenção do ICMS - surgiu porque "alguns mais ricos não querem pagar" o tributo."Todo incentivo fiscal para ser dado hoje, ele tem que ser no Confaz. E o Confaz não aprovou o incentivo fiscal sobre uma parcela deste ICMS. Agora, gente, cá pra nós, 99% dos mato-grossenses pagam ICMS", disse o governador.

"Alguns mais ricos têm condição de por e não querem pagar nada? Ora, então, se o Confaz der autorização, nós faremos, se o Confaz não der autorização, nós não faremos porque não tem legalidade fazer e as pessoas não enxergam o óbvio, isso está na lei brasileira", acrescentou.

Thank you for watching

"Taxação do sol"

Por força da lei nº 631/2019, a cobrança de ICMS sobre a energia solar estava vedada em Mato Grosso. Contudo, em abril deste ano, os beneficiários desta forma de geração de energia foram surpreendidos com a taxação.

Diante do caso, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) negou que tenha havido aumento da cobrança, mas defendeu que uma cláusula do estabelecido pelo Confaz não estava sendo cumprido.

A resposta da Sefaz, contudo, veio após mobilização contrário à cobrança do imposto, o que tem sido disseminado, sobretudo por parlamentares, como "taxação do sol". A movimentação contra o ICMS da energia solar ganhou fôlego e obteve decisão favorável na Justiça suspendendo a cobrança.

No último sábado (8), um protesto foi realizado em Cuiabá contra a taxação da energia solar e também contrário ao aumento de 8,9% na conta de luz em Mato Grosso - conforme foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet