Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 22 de Junho de 2021

0 2
:
2 1
:
2 2

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

2 Jun 2021 - 16:40

Juiz manda MTPrev reduzir contribuição de policial aposentado

Decisão permite cobrança de 11% sobre valores que excederem o dobro do teto previdenciário

Midea News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O juiz Onivaldo Budny, da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, determinou que o MTPrev se abstenha de descontar a contribuição previdenciária de 14% sobre o salário integral de um investigador aposentado da Polícia Civil.
Na prática, a decisão permite a cobrança somente de 11% sobre os valores que excederem o dobro do teto da previdência, hoje fixado em R$ 6,4 mil.

A decisão foi publicada nesta semana.

A defesa do policial aposentado sustentou no mandado de segurança que ele é portador de esquizofrenia e por esta razão obteve através de decisão administrativa imunidade tributária. 

No entanto, com a reforma Previdenciária realizada pelo Governo do Estado o benefício foi cassado.

“A reforma da Previdência não respeitou nem os direitos adquiridos nem os atos jurídicos perfeitos. A Constituição Federal assegura a imutabilidade de tais institutos de direito constitucional não podendo a lei nova, inclusive aquela que contenha Emenda Constitucional afrontar tais garantias. É uma questão de segurança jurídica a proteção do ato jurídico perfeito e do direito adquirido“ afirmou o advogado Carlos Frederick.

Na decisão, o magistrado argumentou que a mudança no valor da contribuição “viola direito líquido e certo o desconto a título de contribuições previdenciárias sobre os proventos do impetrante se não for observado à incidência apenas sobre o valor que exceder ao dobro do teto máximo atual do Regime Geral de Previdência Social (RGPS)".

 “Verifica-se, desta forma, o periculum in mora, pois, a verba salarial possui natureza alimentar e as deduções de valores indevidamente acarretam enriquecimento ilícito do estado em detrimento do cidadão amparado pela Constituição Federal de 1988”, decidiu. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet