Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 28 de Setembro de 2021

1 1
:
3 8
:
1 6

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Cidades

19 Jul 2021 - 09:57

Bandidos pediam que empresária abrisse aplicativo de banco para transferir dinheiro; veja novas imagens

Da Redação - Fabiana Mendes

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A empresária Juliana Ribeiro passou por momentos de tensão ao ser abordada por dois bandidos que a agrediram e ainda a deixaram amarrada em uma das salas de sua loja de moda praia, na Rua Voluntários da Pátria, conhecida como Rua das Noivas, região central de Cuiabá. O episódio foi registrado na tarde de sexta-feira (16).
 
Em entrevista ao Olhar Direto, Juliana contou que os bandidos chegaram a pé e um deles se passou por cliente para entrar no estabelecimento. “Eu fico com a loja trancada. E sempre pergunto o que a pessoa quer, porque não vendo roupa para homens. Ele disse que ia comprar biquini pra esposa dele. Chegou um momento que ele sacou a arma”, disse.

Depois de apontar a arma para a vítima, o criminoso pediu que ela abrisse o aplicativo do banco. “Ele queria que eu transferisse dinheiro para ele. Eu não tinha dinheiro na conta e não quis abrir minha conta para ele. Eles foram frios e ficavam com muita raiva e eu não queria passar a senha do aplicativo. Eu fiquei com medo, comecei a gritar e eles começaram a bater em mim”, lembra.

Câmeras de segurança flagraram o momento que o comparsa entra no imóvel, fecha a grade de proteção e vira uma placa indicando que a loja está fechada. Depois de ser tirada da loja, a empresária foi levada para os fundos.

A mulher teve as mãos, pernas e bocas amordaçadas. Depois foi levada para uma sala, onde ficou trancada. Ela só conseguiu sair do local depois de quebrar a parede de gesso com os pés.

“Eles também pediam minha senha do Icloud, mas eu não lembrava. Eles acharam que eu estava mentindo e ficavam com raiva. Depois que viram que não iam conseguir nada, eles fugiram levando meu carro, celular e som”, acrescentou Juliana.

O Fiat Argo da vítima foi localizado neste sábado (17), na região do Coxipó.

Nas imagens registradas pelas câmeras de segurança é possível ver que Juliana luta a todo momento contra os bandidos. “Fiquei [com medo], mas na hora do desespero a gente nunca sabe o que vai fazer. Fiquei com medo, mas pensei que eles não iam me matar lá porque as pessoas iam ouvir o barulho de tiro”, pontuou.

Essa é a primeira vez que a empresária é vítima de roubo. Embora esteja no ramo há três anos, a loja está no endereço só há quatro meses. Durante esse período, ela sofreu duas tentativas de furto na madrugada.

Juliana acredita que os criminosos tenham recebido detalhes de sua rotina de trabalho porque a vítima costuma ficar sozinha no estabelecimento. Além disso, sua mãe teria uma quantia em dinheiro para receber e os suspeitos poderiam ter pensado que estaria com a empresária. 

Até o momento, os bandidos não foram presos. A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos deverá investigar o caso. Informações sobre os criminosos podem ser repassadas via 190 ou 197. 
 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet