Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 2 de Agosto de 2021

1 6
:
1 8
:
4 5

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

21 Jul 2021 - 09:28 | Atualizado em 21 Jul 2021 - 16:26

Prontuário médico atesta que ex-candidata a vereadora de Vila Rica faleceu após ingerir produto utilizado para testagem sanguínea

Da Redação - Marcos Salesse

Reprodução

Eva Correia de Souza, ingeriu um produto anticoagulante antes de falecer. (Crédito: Reprodução)

Eva Correia de Souza, ingeriu um produto anticoagulante antes de falecer.

Um prontuário médico divulgado nesta quarta-feira (21) aponta que a ex-candidata a vereadora por Vila Rica (1.264 km de Cuiabá), Eva Correia de Souza, ingeriu um produto anticoagulante antes de falecer. O produto teria sido dado para a vítima no lugar de uma solução de glicose diluída em água, durante a realização de um exame no laboratório Citocenter. O caso aconteceu no último sábado (17) e segue sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil. 

Segundo o prontuário, a vítima não apresentava qualquer tipo de alergia capaz de desencadear em uma forte intoxicação. O documento atesta ainda que o produto ingerido pela vítima se trata de um anticoagulante chamado Glistab, utilizado na testagem sanguínea para preservação da glicose. A suspeita do filho de Eva, Gleidson Luiz, é que a mãe tenha morrido após erro do laboratório ao dar a substância errada para a paciente. 

De acordo com a ficha técnica do produto, a ingestão é expressamente proibida pelo alto potencial nocivo do produto para o corpo. No texto, desenvolvido pelo laboratório Labtest, uma das empresas fabricantes da substância, caso a ingestão ocorra e a pessoa ainda esteja consciente, é indicado a indução do vômito e a busca por atendimento médico. 

Ainda de acordo com o prontuário, Eva deu entrada no hospital com um quadro de ansiedade e vomitando um líquido azulado. A cor do líquido expelido pela vítima é a mesma da substância indicada no prontuário, que é vendida diretamente para os laboratórios que trabalham com exames que envolvem a testagem da glicose. 

No prontuário é relatado ainda que a vítima chegou a ingerir metade do produto e por isso apresentou uma forte reação. Além do vômito e da crise de ansiedade, Eva também teve uma crise convulsiva e chegou a ser encaminhada para a sala de emergência. Foram feitas diversas ações para resguardar a vida da ex-candidata, mas após uma parada cardíaca acabou falecendo.

“Queremos justiça”

Segundo o filho da vítima, o laboratório Citocenter não esclareceu os fatos desde o último sábado (17), quando o óbito foi confirmado. Para Gleidson, sua mãe foi vítima de uma ação irresponsável protagonizada pelo estabelecimento. “A palavra que eu tenho para resumir isso é irresponsabilidade. O que a gente busca hoje é justiça. Estamos sentindo muita angústia, não queremos que outras pessoas sintam o que estamos sentindo hoje, nunca passei por nada parecido e é uma dor muito grande”, disse em entrevista ao Olhar Direto. 
O rapaz contou ainda que a mãe havia se recuperado de um quadro de Covid-19 há pouco mais de dois meses e estava feliz com a construção da casa nova. “Minha mãe estava em um momento de felicidade, ela ligava para a gente e falava como ela tava. Ela fala ‘Gleidson eu estou bem, tô muito feliz que vou construir a minha casa, do jeito que eu queria, do jeito que eu sempre sonhei’”, revelou. 

Ainda durante a conversa, Gleidson relatou que a mãe nunca teve nenhum tipo de reação alérgica e no momento em que foi oferecida a substância, Eva chegou a alertar a atendente que aquele não era “o medicamento corrreto”. “Minha mãe ainda contou para o meu pai que alertou para a mulher que ia dar o medicamento de que aquele não era o frasco do medicamento que ela deveria ingerir. Quando meu pai chegou desesperado atrás dela, ela disse para ele que deram o remédio errado”, relatou. 

Em um áudio enviado pela vítima para o marido, horas antes do quadro se agravar, Eva relata que haviam dado um medicamento errado para ela tomar e que estava se sentindo muito mal. “O laboratório me deu o remédio errado, estou passando mal. Eu quase morri aqui, vem aqui vocês, vem logo”, disse a vítima horas antes de falecer.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet