Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 25 de Outubro de 2021

0 8
:
0 7
:
4 9

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

24 Out 2014 - 13:00

Cerca de 600 pessoas serão treinadas para atuar nas lavouras de algodão

Os cursos são ofertados para fazendas associadas à Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão

Agência da Notícia com Agro Olhar

 A falta de mão de obra qualificada no campo mato-grossense é um dos grandes entraves no setor. A cotonicultura é considerado um dos segmentos mais complexos do setor produtivo, exigindo não apenas mão de obra qualificada como constantes treinamentos. Em Mato Grosso cerca de 600 trabalhadores participam de cursos de qualificação e treinamentos ministrados pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt). Os cursos são ofertados para fazendas associadas à Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa).

Segundo a Ampa e o IMAmt, os cursos já estão em andamento e novas turmas serão formadas entre novembro e dezembro. Os cursos ofertados pelo IMAmt são de Operação e Manutenção de Plantadeira, Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas, Operação e Manutenção de Pulverizador, Manutenção e Lubrificação de Máquinas Agrícolas, Operação e Manutenção de Empilhadeira, Operação de Colhedora de Algodão e Gestão Operacional em Usinas de Beneficiamento – Gestão de Riscos. Há ainda o curso de capacitação de soldadores, considerado novidade, já ofertado em Campo Verde e Primavera do Leste.

Os cursos estão sendo realizados em fazendas produtoras de algodão associadas à Ampa em Primavera do Leste, Campo Verde, Itiquira, Pedra Preta, Sorriso, Sapezal, Lucas do Rio Verde e Campo Novo do Parecis. Já estão agendados cursos para novembro e dezembro em Sorriso (de 10 a 14 de novembro), Pedra Preta (de 17 a 21 de novembro), Sapezal (de 1º a 5 de dezembro) e Campo Novo do Parecis (de 8 a 12 de dezembro).

“Estamos sempre buscando atender às demandas dos associados da Ampa e os produtores nos falaram sobre a dificuldade em conseguir soldadores”, comenta o diretor executivo do IMAmt.

“Devido à alta complexidade da atividade algodoeira e seus custos elevados, é muito importante para nós, produtores, podermos contar com trabalhadores bem capacitados e treinados para lidar com novas tecnologias e equipamentos sofisticados”, salienta o presidente da Ampa e IMAmt, Milton Garbugio.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet