Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 25 de Outubro de 2021

0 7
:
3 7
:
5 6

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

26 Ago 2021 - 08:31

Moradores de gleba denunciam seguranças de fazendeiros por ameaças para deixar área em Santa Terezinha

Em vídeos gravados no último sábado (21), é possível ver seguranças armados intimidando famílias no local.

Agência da Notícia com Redação do G1

Agência da Notícia com Reprodução

Em vídeos gravados no último sábado (21), é possível ver seguranças armados intimidando famílias no local. (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Em vídeos gravados no último sábado (21), é possível ver seguranças armados intimidando famílias no local.

Cerca de 60 famílias estariam sendo ameaçadas por seguranças armados na Gleba Esperança do Amanhecer, em Santa Terezinha.

Os seguranças teriam sido contratados pela Itapura agropecuária LTDA, que alega ser proprietária da área em conflito, denuncia a Comissão Pastoral da Terra (CPT).

A reportagem tentou localizar a defesa da empresa citada.

Os seguranças privados contratados pela empresa estariam agindo com violência a fim de intimidar crianças e idosos presentes na área em conflito, pessoas que em sua maioria se encontram dentro dos grupos considerados vulneráveis quanto aos despejos forçados.

Em vídeos gravados no último sábado (21), é possível ver seguranças armados intimidando famílias no local.

Boletins de ocorrência foram registrados denunciando a truculência dos seguranças, que inclusive aparecem em um dos vídeos derrubando os barracos construídos pelos moradores.

Os funcionários da empresa de segurança contratada pela suposta proprietária da área têm agido com violência desproporcional, inclusive contra crianças e idosos, havendo relatos, por parte das famílias de pequenos produtores, de supostos casos de agressão física, cárcere privado e possíveis crimes contra o patrimônio.

Eles teriam instalado porteiras para evitar o acesso à gleba, de forma que os moradores estão ilhados no local.

O Centro de Direitos Humanos Dom Pedro Casaldáliga enviou ofício ao juiz Ivan Lúcio Amarante, responsável pela 2º Vara Cível da Comarca de Vila Rica, solicitando uma audiência para tratar da denúncia de violência de conflito coletivo pela posse de terras rurais.

 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet