Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 1 de Dezembro de 2021

0 6
:
4 6
:
5 6

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Eleições 2022

27 Ago 2021 - 10:36

Novo Código pode tirar 3 deputados de MT das eleições em 2022

Elizeu Nascimento cita que foi para reserva em 2016 e estaria livre em 2022

Agência da Notícia com Follha Max

Reprodução

Entidades que representam os membros do Judiciário, do Ministério Público e da Polícias  Militar, Civil e Federal, se posicionam de forma unânime contra o projeto do novo Código Eleitoral, que estabelece uma quarentena de 5 anos para militares, polic (Crédito: Reprodução)

Entidades que representam os membros do Judiciário, do Ministério Público e da Polícias Militar, Civil e Federal, se posicionam de forma unânime contra o projeto do novo Código Eleitoral, que estabelece uma quarentena de 5 anos para militares, polic

Entidades que representam os membros do Judiciário, do Ministério Público e da Polícias  Militar, Civil e Federal, se posicionam de forma unânime contra o projeto do novo Código Eleitoral, que estabelece uma quarentena de 5 anos para militares, policiais, juízes e promotores com pretensões de se candidatar a algum cargo eletivo. Caso seja aprovada a proposta, dois deputados estaduais e um federal de Mato Grosso não poderiam mais disputar as eleições no ano que vem.

Trata-se dos deputados estaduais, Delegado Claudinei e Elizeu Nascimento, ambos do PSL. Claudinei é delegado e Nascimento é policial militar. Outro que ficaria impedido de disputar 2022 é o deputado federal José Medeiros (Podemos).

Ele vem buscando disputar o Senado no ano que vem. Aposentou-se da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no ano passado e também estaria inapto, caso o novo Código Eleitoral seja aprovado antes de outubro.

De acordo com a proposta, estariam inelegíveis para qualquer cargo, “magistrados ou membros do Ministério Público que não tenham se afastado definitivamente de seus cargos e funções até 5 anos anteriores ao pleito”, diz trecho do artigo em questão.

“São inelegíveis, para qualquer cargo, os servidores integrantes das guardas municipais, as Polícias Federal, Rodoviária Federal e Ferroviária Federal, bem como os das Polícias Civis que não tenham se afastado definitivamente de seus cargos e funções até 5 anos anteriores ao pleito”, completa a proposta.

Além dos parlamentares que estão em mandato, também seriam afetadas outras lideranças políticas mato-grossense. A coronel Fernanda, que disputou o Senado no ano passado, também ficaria fora da disputa. Já na  Polícia Civil de Mato Grosso, dois nomes que vêm sendo cotados para o pleito do ano que vem, também não poderiam mais disputar. São eles: o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Demerval e o delegado Flávio Stringueta, que vem sendo cobiçado por várias siglas para o pleito.

Já em relação ao Ministério Público, o nome do promotor de Justiça, Mauro Zaque, sempre é mencionado em período eleitoral, como um propenso candidato. Já no Judiciário, nos últimos anos, o nome do desembargador Rui Ramos vem sendo ventilado para uma eventual disputa.

O nome do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, igualmente é lembrado para uma eventual disputa ao Senado ou ao governo de Mato Grosso. A proposta já vem causando reações dentro do Parlamento. Caso seja aprovada, entrará em votação na próxima semana na Câmara Federal e depois no Senado.

OUTRO LADO

Assessoria de imprensa de Elizeu Nascimento garantiu que ele está apto a participar do pleito do próximo ano mesmo que o Código seja aprovado. Ele se aposentou em 2016 e, portanto, em 2022 estaria liberado para tentar um novo mandato no Legislativo estadual.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet