Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 18 de Setembro de 2021

2 3
:
3 5
:
2 6

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Agronegócio

15 Set 2021 - 10:46

Milho segue com pequenas altas na B3

Em Chicago o milho fecha em alta, com deterioração das safras e forte alta do trigo

Da Redação Agência Da Notícia com Agrolínk

Foto: Repórter Agro

 (Crédito: Foto: Repórter Agro)
A B3 segue em pequenas altas para o milho, segurada pelo mercado físico e pela paridade de importação, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “Mercado  futuro de milho, na B3, de São Paulo, trabalhou novamente “de  lado”, nesta terça-feira e apresentou ganhos mínimos aos principais contratos, onde a influência do dólar e de um mercado físico bastante lento deu o tom dos negócios”, comenta. 

“Não houve influência da forte alta da CBOT porque a exportação é menor, depois da  grande quebra  geral da  Safrinha deste ano. Analistas acreditam que, com a maior fixação e venda de  produtores,  bem  como  a  falta  de  vontade  de compradores  em  “brigar”  pelo  milho,  esse movimento  não  deva  ser  repetido  e  o  mesmo  tom amistoso  deve  permanecer  no  mercado  amanhã. Segundo especialistas – se subir, sobe pouco”, indica. “Nos fechamentos, setembro/21 apresentou a cotação de R$ 94,00 a saca (+0,87%); novembro/21 a R$ 94,55 (+1,31%); janeiro/22 a R$ 95,98 (+1,51%); março/22 a R$ 95,65 (+1,01%)”, completa. 

Em Chicago o milho fecha em alta, com deterioração das safras e forte alta do trigo. “O contrato de milho para dezembro21 subiu +1,27% ou 6,5 cents/bushel para $ 519,75; já o contrato de julho22, importante para as exportações brasileiras, subiu 0,95% ou 5,0 cents/bushel para $ 531,50. A  deterioração  das  condições  de  safra  nos  EUA fortaleceu os preços. O USDA reportou 58% das safras em  boas  e  excelentes  condições  quando  o  mercado não  esperava  mudanças  (59%).  Além  disso,  os primeiros lotes começaram a ser colhidos e o ritmo de avanço ficou abaixo do  esperado pelos  analistas  (5% vs. 4%). O trigo em alta deu suporte”, conclui. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet