Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 25 de Outubro de 2021

0 7
:
2 6
:
4 4

Últimas Noticias

Notícias / Geral

24 Set 2021 - 09:33

Equipes combatem por terra e ar incêndio que avança pelo Cerrado, na região de Nobres

Bombeiros, Força Nacional, Polo Socioambiental Sesc Pantanal e moradores da região atuam no combate

Agência da Notícia com Redação

Agência da Notícia com Reprodução

Bombeiros, Força Nacional, Polo Socioambiental Sesc Pantanal e moradores da região atuam no combate (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Bombeiros, Força Nacional, Polo Socioambiental Sesc Pantanal e moradores da região atuam no combate

Com abertura de aceiros, uso de bomba costal, abafadores, caminhões pipa e lançamento de água com uma aeronave air tractor, as equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, a Força Nacional, o Polo Socioambiental Sesc Pantanal e moradores da região combatem o incêndio que avança no município de Nobres (121 km de Cuiabá). Até o momento, conforme dados do Corpo de Bombeiros, cerca de 6 mil hectares da área de Cerrado já foram atingidos pelo fogo. 
 
De acordo com o Fire Information for Resource Management System (FIRMS), da Nasa, o fogo teve início no dia 16 de setembro e está próximo ao Parque Sesc Serra Azul, unidade do Polo Socioambiental Sesc Pantanal, localizado no município de Rosário Oeste, na outra margem do Rio Cuiabá. Nos últimos dias, a Fazenda São Sebastião do Cocal queimou aproximadamente 10 hectares próximo ao Rio Cuiabá e a Fazenda Retiro Novo do Cuiabá 200 hectares na região da serra. 
 
O trabalho das equipes está concentrado às margens do Rio Cuiabá, na área do Parque Sesc Serra Azul, na Fazenda Essência, na Fazenda São Sebastião do Cocal e na Fazenda Retiro Novo do Cuiabá. A operação já utilizou 65 mil litros de água. 
 
O combate realizado pela Brigada Sesc Pantanal seguiu também à noite pela região da serra, conta o gerente do Parque Sesc Serra Azul, Marcus Kramm, que lidera a brigada na região.  
 
“Fizemos combate direto contra o fogo, com uso de sopradores e abafadores, matando o fogo devagar, conforme era possível. Mas o relevo do outro lado do rio é muito diferente da que temos no parque. A área é íngreme, com morros no meio e vegetações diversas, algumas mais rasteiras, outras de mata mais fechada. O sobe e desce de morros é bem cansativo, mas seguimos no trabalho de extinguir o fogo”, disse.  
 
Entre os recursos empregados na ação estão também mochilas costais, pinga-fogo, kit combat, motobomba flutuante, piscina para reserva d´água de 18 mil litros, pás carregadeiras e tratores. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet