Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 17 de Outubro de 2021

1 8
:
0 5
:
1 2

Últimas Noticias

Notícias / Política

14 Out 2021 - 09:00

Mendes critica número de siglas no País: "Isso não é democracia"

Governador do Estado defendeu que o novo partido tenha Fábio Garcia como seu presidente

Agência da Notícia com Redação do Mídia News

Agência da Notícia com Reprodução

O governador Mauro Mendes, entusiasta do União Brasil (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

O governador Mauro Mendes, entusiasta do União Brasil

O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a defender a redução do número de partidos políticos no Brasil. 

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) há 33 partidos políticos legalizados no Brasil. “Isso pode ser tudo, menos democracia”.

Mendes é um dos entusiastas do União Brasil, fusão entre o DEM e PSL aprovada em convenção dos dois partidos no início de outubro.

“É preciso diminuir o número de partidos no Brasil. O País ter 30 e tantos partidos. Isso não existe em lugar nenhum do mundo. Isso pode ser tudo, menos democracia, muito menos instrumento de um processo legítimo e democrático”, afirmou o governador.
Segundo Mendes, o objetivo da fusão partidária é criar um grupo de centro e que atue com que classificou de “política séria”.

“Nós queremos que o União Brasil seja um partido que represente a união do nosso País, que não tenhamos lado: nem direita, nem esquerda”, afirmou o governador.

“A política só serve para mim, e pro cidadão, se as pessoas que a gente escolhe para serem nossos representantes trabalhem com seriedade, honestidade, apliquem corretamente o dinheiro e melhorem a vida das pessoas. Senão vira política pros políticos. Isso não serve para mim e tenho certeza que não serve pro cidadão”, completou.

Comando do União Brasil

Devido a um acordo fechado na convenção que criou o novo partido, o comando em Mato Grosso deverá ficar com um nome do Democratas. Mendes, no entanto, descartou ser o presidente e defendeu o nome do atual presidente do DEM no Estado, Fábio Garcia.

“Eu não serei o novo presidente porque não tenho tempo necessário para cuidar do partido, mas existem alguns acordos em Brasília com relação a essa fusão e vamos seguir esses acordos”, afirmou.

“O Fabinho [Fábio Garcia] é meu candidato para continuar sendo o presidente”, completou.

Maior bancada

A partir da aprovação, foi formada uma comissão instituidora, que enviará o processo de fusão ao TSE.  A expectativa é que o partido seja oficializado pela Justiça até fevereiro e já tenha número nas urnas nas eleições do ano que vem.

O União Brasil nasce com 81 deputados federais e se tornará a maior bancada da Câmara Federal, desbancando o PT que, desde 2010, ocupa o posto. 

Em Mato Grosso, o cenário se repetirá e a nova sigla terá também a maior bancada, com seis parlamentares: quatro do PSL e dois do DEM.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet