Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 26 de Novembro de 2021

1 9
:
4 8
:
4 2

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Agronegócio

17 Nov 2021 - 15:19

INDEA ganha reforço de 12 caminhonetes para atividades de fiscalização sanitária em Mato Grosso

Conforme a presidente do INDEA, Emanuelle de Almeida, a parceria com o setor privado é muito significativa porque assegura maior eficácia aos serviços realizados pelo Instituto.

Agência da Notícia com Repórter Agro

Agência da Notícia com Reprodução

Conforme a presidente do INDEA, Emanuelle de Almeida, a parceria com o setor privado é muito significativa porque assegura maior eficácia aos serviços realizados pelo Instituto. (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Conforme a presidente do INDEA, Emanuelle de Almeida, a parceria com o setor privado é muito significativa porque assegura maior eficácia aos serviços realizados pelo Instituto.

O Instituto de Defesa Agropecuária recebeu a doação de 12 novas caminhonetes do Fundo de Emergência de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso. Os veículos vão reforçar as atividades de fiscalização e educação sanitária em todo o estado.

Conforme a presidente do INDEA, Emanuelle de Almeida, a parceria com o setor privado é muito significativa porque assegura maior eficácia aos serviços realizados pelo Instituto. Bem como, confere mais segurança e qualidade de trabalho aos técnicos do órgão.

“Com essa doação conseguimos renovar parte da nossa frota e, consequentemente, oferecer melhor estrutura laboral para os servidores no desenvolvimento das atividades essenciais de vigilância sanitária”, pontuou Emanuelle.

De acordo com o presidente do Fesa, Antônio Carlos Carvalho de Sousa, o recurso utilizado na aquisição dos veículos no valor de cerca de R$ 2,3 milhões, veio do Fundo Emergencial da Febre Aftosa, dos produtores rurais através do recolhimento de suas contribuições e taxas.

“O Fesa doou ao INDEA, que é responsável pelo processo de vigilância e fiscalização no estado de Mato Grosso, porque estamos em um processo de erradicação da febre aftosa, esse investimento se faz necessário e está previsto no Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa”, destaca Sousa.

A meta é que o estado seja considerado livre de febre aftosa sem vacinação até 2023.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet