Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 6 de Dezembro de 2021

0 8
:
0 6
:
0 1

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Polícia

23 Nov 2021 - 10:04

Filha de vítima oferece dinheiro por informações sobre bandidos

Arquiteta diz que valor é estímulo para tentativa de identificar dupla que furtou R$ 500 mil em joias

Agência da Notícia com Redação do Mídia News

Agência da Notícia com Reprodução

Arquiteta diz que valor é estímulo para tentativa de identificar dupla que furtou R$ 500 mil em joias (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Arquiteta diz que valor é estímulo para tentativa de identificar dupla que furtou R$ 500 mil em joias

A filha da fisioterapeuta D.R.V., vítima de um furto de joias e objetos avaliados em R$ 500 mil, está oferecendo uma recompensa de R$ 10 mil por informações sobre os dois adolescentes apontados como autores do crime.

A fisioterapeuta teve seu apartamento, no edifício Premiato, em Cuiabá, arrombado no dia 8 de julho passado.

O crime chamou a atenção pela audácia dos meliantes que, com aparência de garotos (uma menina e um menino), tiveram suas entradas liberadas pela portaria do prédio. 

A oferta de recompensa, segundo a estudante de arquiteta M.V., filha da vítima, é uma forma de chamar a atenção para o caso.

“É um estímulo. Acho que quando se fala em recompensa as pessoas se atentam mais às notícias, se atentam a reparar mais umas nas outras”, pontuou. 

“Infelizmente, as pessoas só denunciam se receberem algo em troca. Eu tô muito descrente do ser humano e não acredito que denunciem de graça. Parece que tudo tem um preço”, desabafou. 

“A mentalidade das pessoas está assim, não foi comigo, porque eu vou me meter?”, reforçou. 

A estudante afirmou que acha remota a possibilidade de reaver alguns dos bens furtados pela dupla, principalmente com o tempo que já se passou desde o crime. O objetivo dela é identificar e encontrar os envolvidos no crime.

M.V. contou que, a princípio, sua mãe não concordou com a ideia de oferecer a recompensa por informações. Ela pensava que poderia ser antiético e remetia a uma ideia de se estar falando de animais. 

“Bom, em se tratando de bandidos, os animais merecem mais respeito, nesse caso”, afirmou. 

"Nada a perder"

Após quatro meses do crime, e nenhum bem recuperado, a arquiteta diz que está descrente. E adotou a oferta da recompensa como última medida para encontrar os criminosos. 

“Como já se passaram quatro meses, eu não vejo mais nada a perder. Acho que as autoridades não vão encontrar esses criminosos”, lamentou. 

No dia do furto, os dois assaltantes arrombaram a porta do apartamento, reviraram os cômodos e levaram pelo menos uma centenas de itens, como jóias feitas em ouro, brilhantes, pérolas e cristais (veja relação abaixo).

Para a M.V, o mais revoltante é a forma como tudo aconteceu.

“Quando você iria imaginar, ainda mais em um prédio como esse, que você vai chegar na sua casa e a porta vai estar arrebentada e ninguém vai ter visto nada. Que os bandidos vão ter saído tranquilamente, de mala e cuia, como diz o ditado”.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet