Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 6 de Dezembro de 2021

0 9
:
2 0
:
2 3

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Polícia

24 Nov 2021 - 09:12 | Atualizado em 24 Nov 2021 - 09:21

Estudante acusado de matar manobrista da boate Valley passa por júri popular

Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após o crime

Agência da Notícia com Redação do Olhar Direto

Agência da Notícia com Reprodução

Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após o crime (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após o crime

Justiça Estadual pronunciou Juliano da Costa Marques Santos, acusador de atropelar e matar um manobrista da boate Valley Pub, em Cuiabá, em agosto de 2017. Com a decisão, o réu passará por júri popular.

Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após o crime. Ele confessou que brigou com um policial federal do lado de fora do estabelecimento e que na saída, ao tentar atropelá-lo, acabou vitimando José Antônio da Silva Alves dos Santos, 23, que saia do carro de um dos clientes

 
Conforme decisão, a materialidade dos delitos no caso são incontestes e se encontram evidenciadas pelo boletim de ocorrência constante, depoimentos, laudo de lesão corporal e laudo de necrópsia.
 
Quanto a autoria, o próprio acusado afirmou perante a autoridade policial, em suma, que naquele dia estava na boate Valley Pub com o veículo Ford New Fiesta, cor branca, e que no momento em que o conduzia perdeu o controle e acabou por atingir as vítimas, cujo fato tomou conhecimento somente depois.
 
“Ante o exposto e de tudo o mais que dos autos consta, ACOLHO a pretensão punitiva estatal deduzida na denúncia para: pronunciar, com fundamento no artigo 413, do Código de Processo Penal, o acusado”, decidiu o juiz Flávio Miraglia Fernandes, da 12ª Vara Criminal de Cuiabá.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet