Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 29 de Janeiro de 2022

0 1
:
5 9
:
1 7

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

26 Nov 2021 - 09:45

Réu pela morte da filha de ex-prefeito de Pontal do Araguaia é condenado por outro homicídio no Paraguai

A sentença foi proferida na madrugada de hoje (25) no Paraguai. O réu matou Daisy na casa dela no bairro de Capitán Bado no Paraguai.

Agência da Notícia com Redação

Agência da Notícia com Reprodução

A sentença foi proferida na madrugada de hoje (25) no Paraguai. O réu matou Daisy na casa dela no bairro de Capitán Bado no Paraguai. (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

A sentença foi proferida na madrugada de hoje (25) no Paraguai. O réu matou Daisy na casa dela no bairro de Capitán Bado no Paraguai.

O eletricista Cristopher Andrés Romero Irala, 30, que matou brutalmente, em agosto de 2018, a estudante de medicina Érika de Lima Corte, de 29 anos – filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia (a 520 km de Cuiabá), Raniel Corte –  foi condenado há 28 anos de prisão pela assassinato de Daisy Patricia Benítez Gómez, que tinha 24 anos na época. A sentença foi proferida na madrugada de hoje (25) no Paraguai. O réu matou Daisy na casa dela no bairro de Capitán Bado no Paraguai.

À época, conforme a investigação, o condenado esfaqueou e queimou o corpo da vítima. O Juízo de Condenação, composto pelas juízas Carmen Silva Bóveda, Librada Beatriz Peralta e Marcelina Quintana, considerou o eletricista culpado das acusações.

A jovem, natural do bairro de Capitán Bado, foi encontrada morta em 14 de agosto de 2012, com vários ferimentos a faca e com o corpo parcialmente carbonizado. Romero Irala foi visto por uma câmera de circuito fechado de TV saindo do local localizado na Natalicio Talavera, esquina da Mariscal Estigarribia, no centro da cidade, e entrando em um veículo com alguém.

O eletricista Cristopher Andrés Romero Irala, 30, que matou brutalmente, em agosto de 2018, a estudante de medicina Érika de Lima Corte, de 29 anos – filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia (a 520 km de Cuiabá), Raniel Corte –  foi condenado há 28 anos de prisão pela assassinato de Daisy Patricia Benítez Gómez, que tinha 24 anos na época. A sentença foi proferida na madrugada de hoje (25) no Paraguai. O réu matou Daisy na casa dela no bairro de Capitán Bado no Paraguai.

À época, conforme a investigação, o condenado esfaqueou e queimou o corpo da vítima. O Juízo de Condenação, composto pelas juízas Carmen Silva Bóveda, Librada Beatriz Peralta e Marcelina Quintana, considerou o eletricista culpado das acusações.

A jovem, natural do bairro de Capitán Bado, foi encontrada morta em 14 de agosto de 2012, com vários ferimentos a faca e com o corpo parcialmente carbonizado. Romero Irala foi visto por uma câmera de circuito fechado de TV saindo do local localizado na Natalicio Talavera, esquina da Mariscal Estigarribia, no centro da cidade, e entrando em um veículo com alguém.

O condenado também é réu em processo sobre a morte brutal de Érika, na madrugada de 20 de agosto de 2018, em Juan Pedro Caballero, no Paraguai, onde a jovem estudava. Ela foi atingida ao menos 16 vezes com um objeto pontiagudo em sua própria casa. Além disso, teria sido violentada.

O corpo de Erika foi encontrado por uma amiga no quarto da casa, localizada no cruzamento da Rua 15 de Agosto, no Bairro Bernardino Caballero. A faca usada no crime e o celular dela foram levados pelo assassino, na tentativa de dificultar as investigações.

Em entrevista ao , a mãe de Erika, Marleide Cortes, disse que o julgamento do caso da filha ainda não ocorreu e não tem data definida. Contudo, acredita que deve ocorrer logo. Sobre o resultado da condenação do homem réu pela morte da sua filha, ela foi enfática ao dizer: ” esse resultado não diminui minha dor e saudade, mas acalenta minha alma. A saudade da minha filha é muito grande. Mas, Deus tem me dado o conforto para continuar…choro muito ainda”, disse à reportagem.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet