Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 26 de Junho de 2022

0 5
:
3 7
:
1 3

Últimas Noticias

Notícias / Judiciário

22 Fev 2022 - 12:33

Desembargador do TJMT revoga prisão preventiva de padre acusado de estupro

Desembargador aponta que padre é réu primário e decide liberá-lo, com medidas cautelares

Agência da Notícia com Redação

Agência da Notícia com Reprodução

Desembargador aponta que padre é réu primário e decide liberá-lo, com medidas cautelares (Crédito: Agência da Notícia com Reprodução)

Desembargador aponta que padre é réu primário e decide liberá-lo, com medidas cautelares

O desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, concedeu habeas corpus para soltura do padre Nelson Koch. Ele foi preso na última quinta-feira, 17 de fevereiro, sob a suspeita de ter estuprado dois menores de idade em Sinop. A decisão que concedeu liberdade ao padre foi proferida nesta segunda-feira (21).

O magistrado acolheu os argumentos da defesa do padre, de que se tratava de um réu primário e com residência fixa, o que afasta a necessidade de prisão preventiva durante a fase de investigação.

O padre ainda precisará cumprir uma série de medidas cautelares. Entre elas, está a proibição de ficar a menos de 1 quilômetro de distância das vítimas. Ele também não pode se comunicar com as vítimas de qualquer forma, não pode sair de Sinop e deve comparecer mensalmente em juízo.

Nelson Koch foi preso sob a acusação de estuprar dois menores de idade, de 15 e 17 anos. Segundo o delegado Pablo Bonifácio Carneiro, a mãe de uma vítima procurou o plantão da Polícia Civil e declarou que seu filho, de 15 anos, trabalha desde o ano passado na igreja liderada pelo religioso e teria sofrido abusos sexuais praticados em diferentes períodos.

A Polícia Civil também representou pelo afastamento do sigilo de dados e pela autorização de acesso e extração de dados contidos em dispositivos eletrônicos apreendidos na casa do suspeito.


Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet