Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 20 de Janeiro de 2021

0 0
:
2 3
:
5 4

Últimas Noticias

Notícias / Geral

11 Abr 2014 - 15:05

Governo entrega Viaduto do Tijucal; trânsito é liberado

Complexo é uma das grandes obras de mobilidade urbana visando ao Mundial

Mídia News

 O Governo do Estado liberou, na manhã desta sexta-feira (11), o viaduto do Complexo Viário do Tijucal, para desafogar o trânsito de veículos na região do Coxipó da Ponte e saída Sul de Cuiabá (BRs 163 e 364). A obra tem 520 metros de extensão.

Com a entrega da parte superior da obra, os motoristas passam a ter acesso direto entre a BR-364 e à Avenida Fernando Corrêa da Costa, passando por cima do trevo de acesso do bairro Tijucal ou pela via marginal, sem a necessidade de uso dos desvios que foram implantados na região.

Inicialmente orçada em R$ 30,1 milhões, o projeto completo sofreu aditivos de prazo e de contrato, e hoje está custando R$ 36,7 milhões. A obra é executada pelo Consórcio EEF – formado pelas empresas Engeponte Construções Ltda., Engenharia e Parceira Ltda. e Funsolos Construtora e Engenharia Ltda. – e deveria ter sido entregue em janeiro deste ano.

"No período da seca, essa obra irá ganhar um ritmo muito maior. Acredito que em até 90 dias nós concluímos tudo. E teremos uma Cuiabá nova, moderna, bem mais charmosa, que irá facilitar o ir e vir das pessoas" O governador Silval Barbosa (PMDB), que visitou o canteiro de obras na manhã de hoje, afirmou que a obra já se encontra sinalizada e iluminada e salientou que a liberação do trânsito vai minimizar os transtornos enfrentados pela população e beneficiar moradores dos bairros circunvizinhos.

“É uma verdadeira obra de arte. Depois de pronta, será uma obra de três andares: a trincheira, em cima dela tem um anel que dá acesso aos bairros e, em cima de tudo, o viaduto. Será um cartão postal para a nossa Capital”, disse.

Segundo Silval, a obra completa deverá ser finalizada dentro de 90 dias e, depois de pronta, todo o entorno da obra será restaurado, principalmente devido ao desgaste gerado pelo fluxo intenso de carros pelas rotas de desvios criadas dentro dos bairros.

“No período da seca, essa obra irá ganhar um ritmo muito maior. Acredito que em até 90 dias nós concluímos tudo. E teremos uma Cuiabá nova, moderna, bem mais charmosa, que irá facilitar o ir e vir das pessoas”, disse.

Para o prefeito Mauro Mendes (PSB), a decisão de liberar parcialmente a obra é vista como "sábia" por parte do Estado, uma vez que a população tem enfrentado os transtornos causados pelas obras da Copa há pelo menos dois anos.

"Mas, obviamente, os transtornos passam e as obras ficam. Tenho certeza que esses longos anos de transtornos serão compensados por longos anos de melhoria que elas vão introduzir na mobilidade urbana da cidade. Nós, cuiabanos, estamos vivendo um verdadeiro desconforto ao andar pela cidade, mas vamos aproveitar pelas próximas décadas dos benefícios que essas obras nos trazem", disse.

Atrasos

O governador listou os problemas enfrentados durante a execução da obra, como dificuldades na retirada de interferências das redes de água, esgoto, telefonia e fibra ótica e problemas para a desapropriação de alguns imóveis afetados pelo projeto, além de atraso em repasses do Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit).

“O consórcio trabalhou, em determinado momento, com ritmo desacelerado, que não é do perfil da empresa, por falta de pagamento de todo o volume que era do Dnit. Mantivemos [a obra em andamento] com o dinheiro do Estado até chegar a verba do Governo Federal”, afirmou.

Silval aproveitou o momento para criticar a falta de repasses, também por parte da União, para o avanço da obra de duplicação da Avenida Jornalista Arquimedes Pereira ima (Estrada do Moinho).

"O consórcio trabalhou, em determinado momento, com ritmo desacelerado, que não é do perfil da empresa, por falta de pagamento de todo o volume que era do Dnit" De acordo com ele, a obra executada pelo Consórcio Trimec-Hytec, no valor de R$ 23,6 milhões, está em ritmo lento devido ao atraso da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) em repassar as parcelas – que juntas somam R$ 17 milhões – que são de sua responsabilidade no contrato.

“Faz um ano que assinei esse convênio [com a Sudeco]. Autorizei a obra e vinha dando a contrapartida. São três pontes naquela via. A fundação está pronta, as lajes prontas, as pontes e a terraplanagem totalmente contratadas. O consórcio já retirou todas as redes de interferência e não recebeu um centavo do governo federal. Está recebendo hoje. Tudo o que ela fez, bancou. Eles fizeram muito além”, disse.

Silval afirmou que a Trimec recebeu, nesta sexta, a primeira parcela de R$ 4 milhões enviada pela Sudeco, repasse que deveria ter sido feito em outubro do ano passado.

“É bom ressaltar a burocracia que tem. Agora, eles poderão dar um ritmo mais intenso na obra”, disse.

Complexo do Tijucal

O Complexo do Tijucal é formado pelo viaduto liberado nesta sexta, uma rotatória para acesso aos bairros e também por uma trincheira de 740 metros de extensão. Com isso, o motorista fará um “mergulho” na BR-364 até a Estrada do Moinho.

No canteiro de obras, as frentes de serviços continuam com a execução das cortinas atirantadas na trincheira e a finalização da base que dará forma à rotatória sobre a escavação. O cronograma de atividades continua com serviços de drenagem - essencial para o escoamento das águas pluviais.

Já todo o processo de drenagem nas marginais do Complexo foi finalizado. Além disso, foram iniciados serviços de paisagismo com o plantio de gramíneas ao longo da trincheira, técnica utilizada para o controle de erosões. Nessa fase da obra trabalham cerca de 120 operários.

Travessia urbana

A obra integra o pacote de obras de Travessia Urbana firmado entre o Governo Estadual e o Dnit, para execução de obras ao longo das rodovias federais que cortam o perímetro urbano de Cuiabá e Várzea Grande, no valor de R$ 165 milhões.

Nesse pacote estão ainda inclusos o viaduto do Despraiado e as trincheiras do Santa Rosa, Verdão e Jurumirim, na Avenida Miguel Sutil, e o Viaduto da Dom Orlando Chaves, sobre a Avenida da Feb, em Várzea Grande.

 
Sitevip Internet