Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 28 de Novembro de 2020

0 1
:
5 8
:
1 0

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

11 Abr 2014 - 15:25

Ibama apreende 1,7 mil toneladas de soja em área embargada; multa a fazendeiro é de R$ 6 mi

Segundo o Ibama, os proprietários e arrendatários serão autuados por impedir a regeneração da floresta e por descumprimento de embargo

Agro Olhar

 Operação ‘Commodities’ de fiscalização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis apreendeu em uma fazenda de lavoura de soja a quantia de 1.790 toneladas de soja (o equivalente a 30 mil sacas) em uma área embargada na região de Nova Ubiratã. Os grãos foram depositados em armazéns da região e deverão ser doados, no final da tramitação processual, para programas sociais. Além da apreensão, tanto o proprietário quanto o arrendatário da área, foram autuados em mais de 6 milhões de reais.

A ação ocorre paralalememnte a operação Onda Verde e está fiscalizando o descumprimento de embargo de áreas desmatadas ilegalmente em anos anteriores. De acordo com o Ibama, nessa fazenda a área estava embargada devido a desmatamento ilegal entre 2011 e 2012 . A equipe do Ibama constatou que o proprietário não respeitou o embargo em 596,7 hectares e continuou a utilizar a área. No local, que deveria ser a reserva legal da propriedade, com a floresta nativa em regeneração, houve plantio de soja na safra 2013/14.

A apreensão de grãos, veículos e maquinários está prevista na Lei Federal 9.605/98. A lei dos crimes ambientais prevê, também, a possibilidade de destruição ou inutilização dos produtos apreendidos. O Ibama está iniciando a aplicação dessa sanção em lavouras que estejam em fase inicial, para evitar a aplicação de agrotóxicos que possam contaminar o solo e prejudicar a regeneração da floresta nativa.

Segundo o Ibama, os proprietários e arrendatários serão autuados por impedir a regeneração da floresta e por descumprimento de embargo, além de terem que efetuar as medidas fitossanitárias com as sobras de lavouras.

Com os bons preços da soja alcançado nos últimos anos, muitos proprietários/arrendatários se arriscam e acabam utilizando a revelia as áreas embargadas que deveriam ser recuperadas. "O Ibama estará tirando as ferramentas dos infratores, fazendo-os perder todo o investimento", afirma Marcus Keynes, Superintendente do Ibama em Mato Grosso. "O Ibama está de olho nestas áreas e vamos continuar a apreender a produção daqueles que continuarem a quebrar embargos da instituição", conclui Keynes.

 
Sitevip Internet