Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 27 de Setembro de 2021

1 1
:
0 1
:
5 1

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Política

12 Abr 2014 - 09:05

Riva diz que MPE quer "execrar" e prejudicar Maggi politicamente

Senador foi alvo de ação de procurador Siger Tutiya, que quer suspender direitos políticos

Mídia News

 O deputado estadual José Riva (PSD) criticou, na manhã de hoje (11), o Ministério Público Estadual (MPE) pela ação civil pública que atribui ao senador Blairo Maggi (PR) a prática de improbidade administrativa no episódio que ficou conhecido como Escândalo dos Maquinários, que foi o superfaturamento de R$ 44 milhões adquiridos pelo governo do Estado em 2009 pelo programa MT 100% Equipado, conforme levantamento da Auditoria Geral do Estado (AGE).

“Está evidente que existe uma conotação política. Todos sabem que é para atingir politicamente o senador Blairo Maggi”, disse.

O parlamentar disse que a ação de improbidade administrativa permaneceu paralisada há 4 anos e somente agora, às vésperas de um processo eleitoral do qual o senador Blairo Maggi é cotado para ser candidato ao governo do Estado, que a suspeita de irregularidade vem a tona.

“Porque só agora que coincidiu com a proximidade do evento político se lança suspeita. Infelizmente, é uma prática do Ministério Público execrar as pessoas antecipadamente quando age com interesse político”, disse.

Riva lembrou que é alvo de ações de improbidade administrativa feitas pelo Ministério Público. No entanto, ressalta que sua avaliação em nada tem a ver com as questões enfrentadas na Justiça.

“Tenho total respeito pela maioria dos promotores e procuradores de Justiça. Mas infelizmente, tem membro do Ministério Público que se presta ao serviço de pegar uma determinada pessoa pública e execrá-la para atender interesses políticos”.

Questionado a respeito de quem o Ministério Público estaria atendendo aos interesses ao propor uma ação de improbidade contra o senador Blairo Maggi, Riva preferiu não citar ninguém nominalmente. “Essa é uma resposta que a população vai ter conhecimento com o tempo”.

Na ação proposta contra Maggi, o MPE cita decisões do Superior Tribunal de Justiça em que Riva teve seus bens bloqueados. O parlamentar do PSD está afastado da presidência da Assembleia Legislativa.

O responsável pelo inquérito contra o senador Blairo Maggi (PR) foi o procurador de Justiça Siger Tutiya. Desde fevereiro de 2012, foram analisados documentos, perícias e laudos que resultaram na propositura da ação.

Além da responsabilização no esquema, o Ministério Público reivindica que Blairo Maggi seja condenado a ressarcir os cofres públicos. A ação civil pública será julgada pelo juiz Luís Aparecido Bertolucci Júnior, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular.

 
Sitevip Internet