Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 1 de Dezembro de 2020

1 8
:
2 2
:
1 1

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

14 Abr 2014 - 08:35

'Mesmo mais magra, não estava feliz', diz candidata de MT ao Miss Plus Size

Jovem de Pontes e Lacerda disputará título com 26 modelos em maio. Segundo ela, é preciso dedicação para manter os padrões de beleza.

G1 MT

 Realizada e de bem consigo mesma. É assim que a mato-grossense Ana Maria Carrijo, de 26 anos, candidata ao Miss Brasil Plus Size 2014, se define atualmente. A jovem, natural de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, disputará a coroa com outras 26 modelos do país, no dia 1º de maio, em Olímpia (SP). Medindo 1,65 m e com 82 kg, ela garante que nunca se sentiu tão bem com seu corpo.
“Eu passei a vida lutando contra a balança. Mesmo estando 17 kg mais magra não estava feliz. Hoje uso manequim 48, e posso dizer que eu me encontrei nesse mundo plus size. Hoje eu me amo”, comemora a servidora pública federal formada em ciências contábeis.
Segundo ela, esta é a 3ª edição do concurso nacional que ainda não é muito conhecido no estado. “Como Mato Grosso não atingiu o número suficiente de candidatas, não tivemos uma etapa presencial. Eu disputei o título em outubro com outras sete candidatas do estado, por meio de fotos enviadas pela internet aos organizadores do evento”, relatou a jovem. Para concorrer, a candidata deveria usar manequim no mínimo 44 e ter mais de 18 anos. Não há limitação quanto à idade máxima e nem ao estado civil.
Após passar anos fazendo regimes e se esforçando para não engordar novamente, Ana Maria disse que se inspirou na modelo brasileira Fluzia Lacerda, que de acordo com ela, é a 'Gisele Bündchen do mundo plus size'.
“Sempre fui cheia de neuras, mas quando assisti a uma entrevista dela fiquei encantada. Como ela se aceitava e tinha uma leveza. Então resolvi mudar e melhorar minha autoestima”, relembra a candidata a miss.
Engana-se quem acredita que não é preciso seguir padrões para ser uma modelo neste segmento. Ana Maria diz que pratica pilates três vezes por semana, faz drenagem linfática e cuida da alimentação.
“Não sou obcecada é claro, mas eu não bebo refrigerante e evito doces para não ter celulite. Eu me cuido sim, porque é preciso ter um cabelo bem cuidado, uma pele bonita. Não pode ser uma cheinha flácida e sem cintura”, esclarece Ana sobre os requisitos de beleza.
Como preparação para o concurso, a mato-grossense está fazendo cursos de passarela, etiqueta e como falar em público. “Tudo começou como brincadeira, uma maneira de ousar na vida, já que sempre fui muito nerd, mas eu gostei de desfilar e quero continuar nesse ramo”.
O prêmio para a vencedora do Miss Plus Size Brasil 2014 é um carro zero quilômetro, além da assinatura de contratos com agências.

 
Sitevip Internet