Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 14 de Agosto de 2020

2 2
:
4 4
:
0 3

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

14 Abr 2014 - 13:30

Produção de girassol deve crescer 111% em Mato Grosso

A primeira é a semeadura em cima da área de milho, que diminuiu devido questões de preço e climática.

Agro Olhar

Publicidade

 Líder em produção de girassol no Brasil, Mato Grosso deverá ter um aumento de 111% na produção. As estimativas é que sejam colhidas 178,7 mil toneladas de girassol no Estado. O volume equivale a 86% do volume a ser colhido no país. Crescimento é decorrente a diminuição da área de milho que deu lugar a outras culturas como o girassol, algodão e até mesmo a soja.

Em Mato Grosso o plantio do girassol ocorre entre os meses de fevereiro e março e a colheita é realizada nos meses de junho e julho.

Na safra 2013/2014 foram semeadas 118,9 mil hectares de girassol, extensão 134,5% maior que os 50,7 mil hectares na safra passada, de acordo com o 7º levantamento de safra da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgado no dia 10. Na safra 2012/2013 foram colhidas 84,7 mil toneladas de girassol no Estado.

Conforme a Conab, a produção de girassol de Mato Grosso equivale a 86% das 207,8 mil toneladas a serem colhidas no Brasil. O volume nacional, inclusive, devido a Mato Grosso sobre 88,9% em comparação a safra passada.

“Podemos creditar dois motivos para a ampliação da área e produção de girassol em Mato Grosso. A primeira é a semeadura em cima da área de milho, que diminuiu devido questões de preço e climática. Além disso, uma das empresas esmagadoras de girassol, a Parecis Alimentos, está ampliando sua capacidade”, explica o presidente do Sindicato Rural de Campo Novo dos Parecis, Alex Utida.

Hoje, Campo Novo dos Parecis é considerado a capital do girassol, bem como do milho pipoca. O município é líder em diversidade na produção de 2ª safra.

Em Mato Grosso, comenta Utida, o plantio de girassol para alimentação de pássaros ocorre há cerca de 10 anos e para a produção de óleo há aproximadamente 6 anos. “Assim como nas demais culturas a infraestrutura do Estado é uma dificuldade, porém com o girassol o maior desafio é o conhecimento. Ainda estamos desenvolvendo um girassol que se adeque ao cerrado”.

Outra dificuldade com o girassol em Mato Grosso é a falta de indústrias. “O girassol é leve e faz volume, o que dificulta o transporte e isso encarece o frete de longa distância. A falta de indústria e o amadurecimento da cultura impedem que a produção seja maior dentro de Mato Grosso”, frisa Utida.

O preço da saca de 60 quilos do girassol é o mesmo da soja, que hoje está em média de R$ 54,71.

Segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a área do milho na 2ª safra 2013/2014 caiu 19,73%. Foram semeados nesta safra 2,971 milhões de hectares com milho 2ª safra.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet