Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 17 de Setembro de 2021

1 6
:
0 8
:
3 1

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Artigos e Opinão

13 Dez 2014 - 10:04

A voz que se calou!

Agência da Notícia com Licio Antonio Malheiros

 A única certeza que temos em nossas vidas é a da morte. Nascemos e crescemos, sabendo que um dia iremos morrer, porém a aceitação da mesma é um tanto quanto difícil. O que nos fortalece é a fé em um ser superior, chamado Deus que é verdadeiro e fiel, pois ele leva em consideração: nossas ações e comportamento e, não nossos bens adquiridos, ou coisa que o valha.

Walter Rabello faleceu no final da noite da última terça-feira (9), teve um mal súbito, sendo levado às pressas ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, segundo os boletins médicos, a causa da morte, foi uma hemorragia digestiva, provocada por uma úlcera.

Rabello pode ser chamado de multifacetado, tendo em vista suas múltiplas atividades desenvolvidas tendo sido: político, apresentador televisivo, jogador de futebol e finalmente cantor, quantos dons a uma pessoa só, felizmente ele as utilizou para o bem.

No meio da comunicação de massa, o mesmo era visto como controverso; tendo em vista, não ter papas na língua, batia de frente contra a bandidagem, mais do que isso, era um contumaz lutador para que as leis obsoletas e ultrapassadas do nosso país fossem mudadas, pois as mesmas favorecem aos bandidos e assassinos, que sabendo das benesses das mesmas, acabam reincidindo no crime; enquanto isso, pessoas de bem vivem reclusas em suas casas.

Vamos falar de coisas boas, na quarta-feira (10), a Escola Estadual Fenelon Muller, fez uma campanha natalina de dar inveja a qualquer um, arrecadando alimentos não perecíveis para serem doados nos bairros periféricos de Cuiabá.

Por questão de justiça, o bairro escolhido foi o Dr. Fabio II, aonde foram encontradas famílias que vivem à beira da miséria, em casas de lonas, vivendo de uma forma sub-humana, mesmo assim, elas ainda conseguem ser solícitas e educadas com as pessoas que os visitam, não apenas pelos alimentos oferecidos, como também, pela falta de uma palavra amiga de consolo, que possa pelo menos, minimizar a dor e sofrimento vividos por elas.

Em uma das casas se é que assim podemos chamá-la, enfim, em uma delas, aconteceu um fato interessante, havia duas mulheres, uma com um bebê no colo, e outra bem debilitada, não pela idade cronológica e, sim pelo sofrimento e dificuldades enfrentadas, pela vida humilde dela.

Essa segunda chorava copiosamente, isso me despertou curiosidade e sentimentos humanos, perguntei-lhe: por que choras tanto, ela de forma simples, respondeu “Nunca havíamos recebido qual quer tipo de ajuda, principalmente no Natal e, choro também, pelo falecimento de Walter Rabello; eu, o assistia todos os dias no programa Cadeia Neles”.

O programa em questão é policial, porém com viés de assistencialismo social, pois estas ações deveriam ser implementadas pelo Estado, que acaba omitindo, empurrando a sujeira para baixo do tapete.

A morte prematura de Walter Rabello: filho, pai, esposo, político, apresentador, jogador de futebol, cantor; parte desta, para uma melhor, deixando-nos um legado de luta e determinação, nos trabalhos que se propôs a fazer, em prol dos menos favorecidos pela sorte (leiam-se), expropriados do capital.

Calou-se a voz Walter Rabello, a voz que era alegre, sorridente, e que a muitos deixavam contentes, com suas expressões às vezes duras e ásperas, porém, pautando sempre em defender os mais fracos e carentes. A mesma voz, que desagradava à bandidagem aos malandros e oportunistas de plantão, aos corruptos e corruptores, aos ímprobos e, por ai vai.

Esta frase dita por Walter Rabello ficará eternizada na mente e nos corações das pessoas de bem deste, País “Creiam no Deus que criou o homem; e não, no Deus que o homem criou”.

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet