Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 18 de Setembro de 2021

2 3
:
0 3
:
4 6

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Polícia

16 Abr 2014 - 14:40

PF prende dois em MT por tráfico internacional de drogas

Delegado diz que traficantes do Estado compravam droga de “melhor qualidade" na Bolívia

Mídia News

 A Polícia Federal prendeu duas pessoas em Mato Grosso, na terça-feira (15), durante a Operação Escorpião, deflagrada com o objetivo de combater o tráfico internacional de drogas.

Além do Estado, a PF cumpriu mandados de prisão e mandados de busca e apreensão em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Paraná.

No total, foram 32 pessoas presas - em sua maioria, empresários e comerciantes.

Todos são suspeitos de integrar duas quadrilhas de tráfico internacional, que teriam sido responsáveis pelo tráfico de três toneladas de maconha e uma tonelada de cocaína, durante um ano.

Dinheiro, armas, munições e veículos foram apreendidos. Como norma interna, a PF não divulga os nomes dos envolvidos.

O bloqueio de diversas contas bancárias também ocorreu, e foi pedida a prisão de seis pessoas que estão foragidas no Paraguai

Droga de qualidade

Em balanço realizado ontem, em Araraquara (SP), local em que foram expedidos os mandados, a Polícia Federal explicou que traficantes de Mato Grosso eram responsáveis pela compra de cocaína de “melhor qualidade” e que tinha como origem a Bolívia.

O nome da operação, inclusive, se deve a essa espécie de droga.

Segundo o delegado Alexandre Custódio, da PF de Araraquara, trata-se de pasta-base, uma cocaína de melhor qualidade e mais cara.

O produto era adquirido junto a traficantes do Mato Grosso, que a traziam da Bolívia e do Paraguai.

Escorpião

Iniciada em fevereiro de 2013, a investigação já resultou na prisão de 26 pessoas, apreensão de 380 quilos de cocaína, 130 quilos de maconha, 500 pontos de LSD, além de armas de fogo, 28 veículos e R$ 100 mil em dinheiro.

As drogas apreendidas entraram no Brasil pelas regiões de fronteira.

Os investigados traziam drogas da Bolívia e Paraguai e o comércio, de acordo com a PF, era feito no interior paulista e Minas Gerais.

À época, os entorpecentes apreendidos chegaram ao país pelas regiões de fronteira de Foz do Iguaçu (PR), Ponta Porã (MS), Corumbá (MS) e Cáceres (MT).

 
Sitevip Internet