Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 27 de Setembro de 2021

0 9
:
2 5
:
2 0

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Polícia

17 Abr 2014 - 10:15

Justiça libera presos durante operação da PF em Sinop

Os envolvidos presos, foram autuados pelos crimes de desvio de verbas públicas, fraudes em licitações, corrupção ativa e passiva, falsificação de documento

Nortão Noticias

 Os presos na “Operação Fidare” – deflagrada pela Polícia Federal (PF) – ganharam a liberdade na manhã desta quarta-feira (16), após a decisão favorável do desembargador Olindo Menezes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Eles foram identificados como sendo G.B., e M.F. Ambos são do município de Sinop e estavam presos em uma unidade prisional na cidade.

Como já noticiado pelo N.N., o objetivo da operação é desarticular uma quadrilha especializada na compra de remédios superfaturados com verbas do Governo Federal. O ex-prefeito Túlio Fontes, a atual vice-prefeita de Cáceres, Antônia Eliene Liberato Dias (PSDB) e o Secretário de Finanças Odner Gonçalves de Sá (transferido para Capital) e procuradores municipais, proprietários e representantes de grandes empresas do ramo farmacêutico, também foram presos

A suspeita é que nos últimos dois anos, os envolvidos desviaram cerca de R$ 2,5 milhões da Secretaria Municipal de Saúde de Cáceres, disponibilizada pelo Governo Federal.

"A investigação apurou que o esquema criminoso era antigo. Recursos financeiros de três programas federais (Programa de Assistência Farmacêutica, Programa de Saúde da Família e Piso de Atenção Básica à Saúde), destinados à aquisição de medicamentos, eram desviados de diversas formas. Empresários, em conluio com servidores e agentes públicos, entregavam produtos à Prefeitura de Cáceres sem o devido pagamento. Não era conferido o estoque de medicamentos necessários ao atendimento da população. Posteriormente, licitações era simuladas para formalizar a aquisição dos medicamentos", diz a assessoria.

Os envolvidos presos, foram autuados pelos crimes de desvio de verbas públicas, fraudes em licitações, corrupção ativa e passiva, falsificação de documento, organização criminosa e crime contra ordem econômica.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet