Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 28 de Novembro de 2020

1 7
:
1 8
:
1 8

Últimas Noticias

Notícias / Política

17 Abr 2014 - 10:47

Taques desconstrói o próprio projeto eleitoral, diz Bezerra

Falta "know how" político ao grupo adversário, avalia cacique do PMDB

Mídia News

 O senador Pedro Taques (PDT) está desconstruindo o próprio projeto de candidatura, na avaliação do presidente regional do PMDB, o deputado federal Carlos Bezerra. Por outro lado, ele admite que o adversário está bem colocado nas pesquisas.

De acordo com o cacique do PMDB, porém, falta ao grupo de Taques know how político para aglutinar e levar o projeto eleitoral adiante.

Enquanto isso, segundo ele, a base governista está unificada e se preparando para a disputa eleitoral.

“Pedro Taques está em campanha há muito tempo, e está bem nas pesquisas. O problema é o grupo próximo a ele não ter muito know how político e ciscar para fora. O adversário foi desconstruindo o projeto dele. Por não ter competência de fazer as alianças e levar o projeto em frente, ficou empacado”, afirmou.
"O problema dele é o grupo próximo a ele não ter muito know how político e ciscar para fora. O adversário foi desconstruindo o projeto dele. Por não ter competência de fazer as alianças e levar o projeto em frente, ficou empacado"
“Enquanto isso, nós nos unificamos. Quando montarmos a chapa, ganharemos as eleições. Temos várias alternativas”, disse Bezerra.

Até o momento, os governistas contam com três pré-candidatos à disposição para disputar o Palácio Paiaguás – o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva (PMDB), o ex-vereador Lúdio Cabral (PT) e o vice-governador Chico Daltro (PSD).

Além disso, grande parte dessa aliança ainda alimenta esperanças de que o senador Blairo Maggi (PR) decida entrar na disputa pelo Palácio Paiaguás.

O grupo governista é formado por 12 partidos – PMDB, PT, PR, PSD, PP, PROS, PC do B, PSC, PRB, PEN, PTC e PSL.

O PMDB de Bezerra reivindica participação na chapa majoritária.

As opções consideradas pelo presidente são lançar um candidato ao Governo ou ao Senado.

“O PMDB colocou, desde o início que ou nós temos candidato a governador ou a senador. Um partido do tamanho do PMDB, que tem um governador e prefeitos das principais cidades, não pode ficar fora da majoritária”, disse o deputado.

 
Sitevip Internet