Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 1 de Dezembro de 2020

1 7
:
3 3
:
2 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

23 Abr 2014 - 10:47

Prefeitura entra na justiça contra greve na saúde e diz que reajuste reivindicado é impossível

Há duas semanas os postos de saúde da família em Confresa estão fechados. Prefeitura diz que é impossível negociar e diz que Presidentes de Sindicatos usam paralisação para aparecer

Agência da Notícia com Redação

A Prefeitura de Confresa entrou na Justiça contra a paralisação dos servidores da saúde municipal, que há duas semanas fecharam os Postos de Saúde da Família, reivindicando aumento salarial. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do executivo, que classificou como "impossível" a possibilidade de atender o pedido da categoria.

"A prefeitura gasta mais de 60% dos recursos da saúde com folha de pagamento, não tem como dar o aumento que eles estão pedindo. A não ser que aconteçam demissões", explicou o assessor Ricardo Ramos, reforçando que o prefeito Gaspar Lazzari esteve reunido ontem com o secretário da pasta para estudaram as ações que podem ser tomadas, evitando danos maiores a população.

O gestor teria reclamado quanto a posição dos lideres sindicais, a frente da manifestação. "Infelizmente os representantes do sindicato estão tentando se promover, e não adianta reunir com eles, a intenção deles é ofender e xingar todo mundo. Não da pra negociar assim", teria confidenciado o prefeito aos assessores próximos, após as reuniões de ontem.

Já na justiça a prefeitura busca a ilegalidade da manifestação, assim como também manter o mínimo de 30% dos atendimentos, conforme a lei determina, uma vez que é um serviço essencial. "Todos os postos estão fechados e os atendimentos se concentrando no hospital municipal. Isso não pode ocorrer, por mais que a categoria queira exercer seu direito de greve, ela precisa manter 30% dos atendimentos", informou Ricardo Ramos.

Não há novas reuniões marcadas entre a categoria e o prefeito. O sindicato pede 20% de aumento salarial e o executivo estaria disposto a oferecer cerca de 5%. Mais uma vez os PSF´s amanheceram fechados nesta quarta-feira, com isso, os atendimentos no hospital, que já trabalhava na sua capacidade máxima, aumentaram cerca de 50%.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

  • por Ricardo, em 23 Abr 2014 às 12:53

    Sr. Prefeito a greve e abusiva e o senhor passar 5 anos sem dar o aumento que esta garantido em constituição, isso nao e abusivo não? pena que você não ouve ninguem nem acessores juridicos nem secretarios, mas se o senhor continuar conduzinho o municipios nestes moldes de ditadura o senhora podera nao concluir o mandato, onde acabara perdendo o mandado. ai ficara pior, eu que acreditava no senhor, agora to discrente e acho que votei errado

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet