Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 28 de Setembro de 2021

1 1
:
2 9
:
3 1

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Agronegócio

29 Abr 2014 - 14:46

Organização no porto de Santos ajuda para que de 6,7% no frete da soja

Um dos fatores para o recuo do valor do frete da tonelada de soja neste trecho é a maior organização verificada em 2014 quanto ao agendamento para a chegada dos caminhões no porto de Santos

Olhar Direto

 Ao contrário do primeiro quadrimestre de 2013 quando se chegou a ver o frete à tonelada da soja entre Sorriso e o porto de Santos (SP) saindo a cerca de R$ 300, em 2014 a média ficou em R$ 266 a tonelada do grão no trecho. A organização no agendamento no porto para a chegada dos caminhões é um dos fatores contribuintes para o recuo no valor pago ao transportador, mesmo com a demanda aquecida.

As cotações do frete da soja entre Sorriso e o porto de Santos caíram em 2014 6,7% no mês de abril, frente o ano passado. A queda, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), vem sendo sentida desde março.

“Tal fato contraria a tendência apresentada no ano passado e na média dos últimos cinco anos, quando o fluxo da colheita aumenta a partir de fevereiro, refletindo no aumento do preço do frete em março”, diz o Imea em seu boletim semanal da soja.

Um dos fatores para o recuo do valor do frete da tonelada de soja neste trecho é a maior organização verificada em 2014 quanto ao agendamento para a chegada dos caminhões no porto de Santos. "Além, das melhores condições climáticas no Sudeste, que possibilitaram mais dias úteis de carregamento, reduzindo assim o congestionamento, o que refletiu nas cotações do frete em MT”.

Queda geral

Conforme o Imea, a queda do preço do frete é geral em Mato Grosso. Na variação mensal abril trecho Rondonópolis a Paranaguá (PR) registrou queda de 15,38%, ficando em R$ 165 a tonelada de soja. Já Sorriso a Paranaguá 17,86% de recuo, saindo a tonelada a R$ 230. Canarana a Santos 16% de queda e Sapezal a Porto Velho 5,56% de decréscimo.

O frete curto, ou seja, transporte dentro de Mato Grosso, também se registrou queda. A tonelada entre Sorriso e Rondonópolis ficou na casa dos R$ 97 em abril, 7,62% a menos que em março.

 
Sitevip Internet