Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 1 de Março de 2021

0 1
:
1 7
:
5 3

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

9 Mai 2014 - 14:00

Inquérito civil é instaurado para apurar "Mal da Vaca Louca" em Mato Grosso

O inquérito foi aberto pelo MPF-MT através da Procuradoria da República no município de Cáceres, por meio da portaria 40/2014 de 5 de maio

Agro Olhar

 O Ministério Público Federal (MPF), em Mato Grosso, instaurou no dia 5 de maio inquérito civil público para investigar o controle sanitário animal após a confirmação do caso isolado da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), mais conhecido como Mal da Vaca Louca, em Mato Grosso. Até o momento o resultado de tipificidade da doença, se atípico ou típico, ainda não foi divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A divulgação era para ter ocorrido ontem (08).

O inquérito foi aberto pelo MPF-MT através da Procuradoria da República no município de Cáceres, por meio da portaria 40/2014 de 5 de maio.

Segundo a portaria, serão investigadas as condições em que as atividades de controle sanitário e animal são desenvolvidas pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) e pelo Mapa na região sudoeste de Mato Grosso. Além disso, serão apuradas também "quais medidas estão sendo tomadas pelos órgãos de controle sanitário animal em relação ao suposto caso de "mal da vaca louca" no município do Porto Esperidião/MT", diz a portaria assinada pelo procurados da República em Cáceres, Thales Fernando Lima.

No dia 19 de abril uma fêmea de 12 anos foi encaminhada para um frigorífico de São José dos Quatro Marcos, onde apresentou os distúrbios neurológicos. No dia 26 de abril 49 animais que tiveram contato com a fêmea no pasto foram sacrificados e incinerados, tendo seus laudos laboratoriais negativos para a doença do Mal da Vaca Louca.

Como o Agro Olhar já informou no dia 2 de maio o Mapa emitiu uma nota salientando que o laboratório de referência da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Weybridge, na Inglaterra, ratificou o laudo feito pelo laboratório brasileiro como positivo para a marcação priônica para a doença na fêmea de 12 anos. Resta apenas o resultado de tipificidade da doença que atingiu uma fêmea.

Embargo

O Peru foi o primeiro país a se manifestar quanto ao caso em Mato Grosso e suspendeu por 180 dias a importação de carne bovina do Brasil. A decisão do governo peruano foi publicada no Diário Oficial do Peru (D.O.P.) na edição de quarta-feira (07).

 
Sitevip Internet