Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

1 9
:
5 8
:
2 0

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Agronegócio

13 Mai 2014 - 08:25

Mais três países restringem a compra de carne de MT

O Peru já havia imposto embargo temporário, de 180 dias, à carne procedente do Brasil, na semana passada

Mídia News

 Egito, Irã e Argélia impuseram restrições à carne bovina de Mato Grosso por conta de um caso atípico da doença conhecida como "vaca louca" registrado em um frigorífico no Estado.

A informação foi dada à agência Reuters pelo diretor-presidente da empresa de alimentos Marfrig, Sérgio Rial.

O Peru já havia imposto embargo temporário, de 180 dias, à carne procedente do Brasil, na semana passada.

Egito, Irã e Argélia foram, respectivamente, o quarto, o sexto e o nono maiores importadores de carne bovina in natura do Brasil em 2013, de acordo com dado da indústria.

"As restrições impostas, até o momento, foram muito coerentes, porque foram restritas ao Mato Grosso", disse Rial, em conferência para comentar os resultados da companhia no último trimestre.

O laboratório de referência da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) confirmou que o caso de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecido como "mal da vaca louca", encontrado em Mato Grosso é "atípico", segundo oa Agricultura.

O ministério disse que um teste realizado no laboratório de Weybridge, do Reino Unido, ratifica resultado das investigações epidemiológicas realizadas no Brasil.

Trata-se de um caso espontâneo, que não tem qualquer correlação com a ingestão de alimento contaminado.

Fiscalização

A unidade do Ministério Público Federal em Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá) instaurou um inquérito civil público para fiscalizar como é desenvolvido o trabalho de vigilância e controle sanitário pelos órgãos estadual e federal que atuam em Mato Grosso.

Para dar inicio ao trabalho, o procurador da República Thales Fernado Lima requisitou informações ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) e ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O órgão quer saber como é desenvolvida a atividade de vigilância e fiscalização, padronização e a classificação dos produtos e subprodutos de origem animal, na região Oeste de Mato Grosso.

É nessa região que está localizado o município de Porto Esperidião (326 km a Oeste da Capital), onde foi identificado um animal com suspeita de estar com a doença encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida popularmente como “mal da vaca louca”.

O Indea e o Ministério da Agricultura também deverão apresentar informações ao MPF sobre as medidas de controle sanitário foram adotadas a partir da suspeita de contaminação do animal em Porto Esperidião.

Segundo o procurador Thales Fernando Lima, a abertura do inquérito civil público e a requisição de informações aos órgãos de vigilância são a primeira etapa do trabalho de fiscalização de como está sendo desenvolvido o trabalho de vigilância sanitária na região da fronteira oeste de Mato Grosso.

Outras medidas poderão ser adotadas a partir das informações trazidas pelos órgãos e pelo frigorífico onde o animal seria abatido.

Frigorífico

O animal com suspeita de doença foi vendido para ser abatido pela JBS-Friboi, na unidade de abatedouro no município de São José dos Quatro Marcos.

À empresa, o MPF requisitou requisitou informações sobre as medidas adotadas após a suspeita de contaminação do animal.

O prazo para que o Indea, Mapa e a JBS-Friboi respondam é de cinco dias, a contar da data do recebimento do ofício do MPF.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet