Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 5 de Março de 2021

2 2
:
2 0
:
4 6

Últimas Noticias

Notícias / Geral

15 Mai 2014 - 14:15

Governo apresenta estudo de mais três rodovias

Viabilidade econômica e social de concessão das MTs 423, 220 e 140 foi mostrada

Mídia News

 O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu) apresentou na última semana os estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira e social para a concessão de duas rodovias inseridas no programa Mato Grosso Integrado, Sustentável e Competitivo. A audiência pública foi realizada no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop (477 km a Centro-Norte da capital) e finalizou os debates para a concessão das MTs 423, 220 e 140.

A modelagem proposta inclui um investimento físico, antes do processo de concessão, a cargo do governo estadual com objetivo principal de reduzir a tarifa de cobrança. São duas vertentes previstas, a primeira para as rodovias sem pavimento onde é estimado o gasto médio de R$ 600 mil por quilômetros e a segunda para vias asfaltadas que possui a recuperação estipulada numa média de R$ 400 mil por quilômetro.

Na rodovia MT-423, a premissa de investimento já é realizada dentro do Mato Grosso Integrado com a pavimentação dos 57 km entre Cláudia e União do Sul que teve a obra retomada recentemente pelas empresas Campesato e Dímano. São quatro frentes de trabalho onde estão sendo executados os serviços de terraplanagem, limpeza das margens, escavações para construção da base e sub-base e entre outros. A obra custa aos cofres públicos pouco mais de R$ 47,9 milhões.

A MT-220 é outra rodovia inserida no programa de pavimentação licitada a cargo das construtoras Agrimat e Jm Terraplanagem com o investimento do governo de pouco menos de R$ 53,5 milhões. As empresas iniciam os serviços nas próximas semanas. Para MT-140, já estão sendo realizados os trabalhos de revitalização do pavimento no montante de aproximadamente R$ 10,1 milhões, em responsabilidade da construtora Zopone, que também engloba os trechos asfaltados das MTs 423 e 225.

Pela concessionária o estudo demonstra a construção das praças de pedágio com suas bases operacionais acopladas e o panorama financeiro para ambas as rodovias é estimado em R$ 7,3 milhões. Além do investimento, a empresa administradora desembolsará anualmente gastos para a operação e manutenção da rodovia ao longo dos 30 anos de concessão.

O operacional contempla socorro médico através de ambulâncias equipadas; serviço mecânico via caminhões de guinchos para veículos de pequeno e grande porte e balanças móveis para manter o nível de peso adequado. Para os serviços de manutenção preventiva o estudo aponta obras de restauração do pavimento no segundo ano de concessão, de acordo com a necessidade da rodovia, e a cada três anos. As despesas de operação por ano é estimada em R$ 8,9 milhões para MT-140, R$ 14,9 milhões para MT-220 e R$ 13,9 milhões para MT-423.

Durante a audiência o volume de tráfego das respectivas rodovias foi apresentado dentro da metodologia de contagem que computa a passagem de veículos durante sete dias consecutivos nos meses de fevereiro e março deste ano. O Volume Médio Diário (VDM) é registrado por eixo que equivale a um carro de passeio. Para a MT-140 foram 11 mil eixos, 7 mil na MT-220 e 6,3 mil na MT-423.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet