Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 3 de Abril de 2020

1 7
:
1 0
:
1 5

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Polícia

16 Mai 2014 - 10:05

Empresária é localizada depois de ficar horas amarrada

A Polícia Civil foi acionada e começou a fazer buscas junto com familiares por toda a cidade

Redação

 A Polícia Civil procura por dois homens que sequestraram uma empresária de 40 anos, no município de Tabaporã (643 km a Médio-Norte), durante uma tentativa de roubo. A empresária foi encontrada amarrada em uma região de mato, horas depois de ter sido levada pelos bandidos. O crime ocorreu na terça-feira (13.05), quando a mulher retornava de um jantar na casa da cunhada e foi abordada no trajeto de casa pelos bandidos encapuzados e armados. Depois ser rendida, a empresária foi obrigada a caminhar por mais de 1 hora no meio de um milharal, até o local, do outro lado de uma represa, onde foi encontrada amarrada com a própria blusa.A vítima falava ao celular com a filha que mora em Sinop, enquanto dirigia seu veículo Fiat Strada branca, na região do setor industrial da cidade, quando numa parte do trajeto foi abordada pelos criminosos. Ela teria soltado um grito e a filha perdido o contato com a mãe. A moça imediatamente ligou para tia e esta teria ido até casa da empresária, que não foi localizada na residência.

A Polícia Civil foi acionada e começou a fazer buscas junto com familiares por toda a cidade, até que localizaram o carro da vítima abandonado com todo os pertences da vítima, nas proximidades do local onde teria sido abordada.Durante as diligências, o delegado Claudemir Ribeiro, recebeu informações de que o carro da empresária foi visto parado com uma pessoa do lado de fora, em uma estrada que liga os municípios de Tabaporã e Juara. La os policiais encontraram o óculos da vítima caído ao chão. "Começamos a procurar por pistas, pegadas no chão e então escutamos um grito da empresária que estava do lado de uma represa, cerca de 150 metros de onde estávamos", disse o delegado.Para o delegado, os bandidos conheciam a vítima e queria ter acesso ao cofre da casa, onde tinham informações de joias. "Eles pegaram a chave da casa para arrombar o cofre, no entanto, acabaram não conseguindo finalizar o assalto, pois a família e a cidade estavam mobilizados", disse Claudemir. As investigações continuam para identificar os suspeitos.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet