Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 24 de Setembro de 2021

1 2
:
4 7
:
4 1

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Política

26 Mai 2014 - 09:06

Prefeitos conhecem detalhes da destinação de R$ 500 milhões para os municípios

Durante o 31º Encontro de Prefeitos, o economista e assessor parlamentar da AL-MT, Maurício Munhoz, ministrou palestra sobre redistribuição do Fethab

Agência da Notícia com Kleverson Souza

Os prefeitos de Mato Grosso receberam informações sobre a destinação de R$ 500 milhões para os municípios a partir de 2015 após as alterações no Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) que garantiram metade dos recursos para a infraestrutura das cidades.

Na sexta-feira (23), durante o 31º Encontro dos Prefeitos, o economista e assessor parlamentar da Assembleia Legislativa, Maurício Munhoz, ministrou palestra no painel do Poder Legislativo com o tema “Os Municípios e o Fethab”, sobre a Lei 10051/2014, de autoria do deputado José Riva (PSD), que garantiu 50% do Fethab para os municípios no próximo ano.

“Já em 2004, o deputado Riva defendia a aprovação dessa lei, com a intenção de destinar na época, 25% dos recursos do Fethab para os municípios. Após muita luta e convencimento da classe política da necessidade de ampliar os recursos para as cidades, foi possível aprovar o projeto no ano passado e ser sancionado nesse ano pelo Governo do Estado, entrando em vigor no próximo ano”, explicou Maurício Munhoz.

Com o recurso, será possível promover melhorias significativas na mobilidade urbana e rural dos municípios, recuperando as estradas vicinais, o que representa uma revolução para Mato Grosso, de acordo com Maurício Munhoz. “O recurso do Fethab para os municípios é três vezes mais do que o aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que está sendo reivindicado pelos prefeitos brasileiros no Conselho Nacional dos Municípios (CNM)”, disse.

Para o presidente do Conselho Federal de Administração, Sebastião Melo, que participou do painel, recursos como o do Fethab somam no dia-dia dos municípios e por isso, trata-se e iniciativa moderna que alavanca as cidades. “Os gestores precisam ser inteligentes para construir cidades eficientes, aplicando bem os recursos”, disse ao analisar a lei.

A lei representa o desenvolvimento para Mato Grosso, na análise do presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Valdecir Colle.

“Essa lei faz com que tenhamos mais investimentos em infraestrutura, proporcionando melhor trafegabilidade e escoamento da nossa produção. Com isso, o Estado crescerá, pois o comércio será viabilizado e teremos mais arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços)”, afirmou.

O município de Nortelândia (distante 240 km de Cuiabá) receberá aproximadamente R$ 2 milhões a partir da lei. De acordo com o prefeito, Neurilan Fraga, será possível resolver todos os problemas de estradas da cidade. “Vamos recuperar as estradas e deixá-las em perfeitas condições”.

Já o prefeito de Peixoto de Azevedo, Sinvaldo Brito, disse que a divisão do Fethab representou a interiorização da Assembleia Legislativa, que se preocupou em levar mais investimento aos municípios. “Vamos receber aproximadamente R$ 4 milhões e temos 3 mil km de estradas vicinais. Com certeza, teremos muitas melhorias na qualidade de vida da população”, argumentou.

Planejamento - O economista Maurício Munhoz também lançou o livro “Cenários Estratégicos de Mato Grosso”. A obra disponibiliza aos gestores públicos e privados, estudantes e leitores em geral o conteúdo das palestras e debates que ocorreram no 1º Seminário Cenários Estratégicos, realizado no final do ano passado, em Cuiabá.

No mais importante evento voltado para o planejamento estratégico já realizado em Mato Grosso, o público teve a oportunidade de debater questões vitais para o desenvolvimento regional com especialistas renomados como o diplomata João Carlos Parkinson de Castro, do ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), o Conselheiro Comercial da Embaixada da China no Brasil, Wang Qingyuan e o técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), Carlos Wagner de Albuquerque Oliveira.

O objetivo do seminário foi promover o debate sobre o desenvolvimento social e econômico do estado. A intenção é que, a partir da análise do atual cenário econômico, seja possível aos gestores executar ações planejadas, que visam o desenvolvimento a longo prazo.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet